Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Atlético-MG: Cuca é punido em quatro jogos de suspensão por ofensas a Leandro Vuaden

Em jogo contra o Ceará em junho, Cuca atacou o árbitro após o jogo; o treinador admitiu que passou do ponto na ocasião

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Twitter: @PaulFoles

Crédito: (Photo by Yuri Edmundo - Pool/Getty Images)

Cuca foi punido em quatro jogos de suspensão por ofensas ao árbitro Leandro Vuaden, em derrota do Atlético-MG para o Ceará por 2 a 1 no dia 24 de junho, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador recebeu a punição nesta quarta-feira (28) em sessão da Terceira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD); ainda cabe recurso aos advogados do clube mineiro.

No momento, o que o Atlético-MG pode fazer é pedir um efeito suspensivo para que Cuca esteja no comando da equipe nos próximos jogos do Brasileirão até que haja um novo julgamento do STJD.

Primeiramente, por ofensas ao árbitro, ele foi denunciado pela Procuradoria no artigo 243-F Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por ofensa. Em seguida, o treinador do Atlético-MG foi indicado ao artigo 243-C por ameaças

O primeiro jogo de suspensão de Cuca, caso o efeito suspensivo não seja válido, será no domingo (1), contra o Athletico Paranaense. O Galo joga nesta quarta (28) contra o Bahia, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Ele já cumpriu um jogo de suspensão automática após a expulsão diante o Ceará.

O pronunciamento de Leandro Vueaden após o episódio com Cuca: 

“Quando falo que me senti extremamente ofendido é que como ser humano e profissional. Faço sempre o melhor para o futebol e, se não fosse assim, não seria eleito o melhor árbitro do ano passado. Não posso me omitir e me senti sim muito fendido do fato, do momento. Jamais entrei no campo para perseguir, ajudar ou prejudicar alguém. No exercício da minha função procuro seguir as orientações que recebo da Comissão e esse sempre vai ser o meu norte. Somos questionados em toda partida e tenho que continuar a cada partida mostrando o meu melhor. Ele se aproxima e diz que tem nojo e fiquei surpreso com tudo que me foi dito. Me parece que me pegou para ouvir tudo. Naquela noite eu nem dormi. Acho que ficou mais no calor e minha obrigação foi de fazer a transcrição”, comentou o árbitro

Cuca se justificou e confessou que passou do ponto: 

“Considero o Vuaden meu amigo e as vezes a gente fala para os nossos amigos o que não fala com os demais. O que falei não faltei com o respeito e ele me deu o vermelho. Após a expulsão eu perdi a cabeça e acabei falando um monte de besteira ao Vuaden e o ofendendo. Eu me reportei em seguida já no mesmo dia e pedi meu empresário para fazer um texto de arrependimento. Não o vi mais e, por isso, não pedi desculpas pessoalmente. Mais do que me arrepender e reconhecer meu erro, tenha certeza que me puni muito. Jamais agredi alguém e nem tentei. No momento de destempero a gente fala muita coisa. Foi uma mistura de muitas coisas”, falou o treinador na ocasião do acontecimento.

LEIA MAIS:

Atlético-MG: Cuca não terá titular nas oitavas da Copa do Brasil