Cerro Porteño quer anular jogo com Fluminense na Libertadores por erros do VAR

Clube paraguaio quer anular partida contra o Flu e pede que árbitros envolvidos no duelo sejam expulsos da Conmebol

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodulção

A polêmica arbitragem da partida entre Cerro Porteño x Fluminense na última terça-feira (13) pela abertura da fase de oitavas de final da Libertadores, segue dando o que falar. Agora. é o clube paraguaio quem entrou na Conmebol com um ofício para pedir a anulação do jogo, vencido pelo Tricolor por 2 a 0, por causa de erros do VAR.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Na nota, o Cerro cita ‘acontecimentos vergonhosos que ocorreram durante a partida’ que ‘não devem ser omitidos’ pela entidade e deseja que ‘sanções exemplares’ sejam dadas pelo caso, como a expulsão do quadro de árbitros da Conmebol de todos os que trabalharam no jogo de terça-feira. Esta partida foi arbitrada pelo argentino Facundo Tello, assistido pelos compatriotas Cristian Navarro e Julio Fernández. Além do também argentino Patricio Loustau, este o quarto árbitro e os responsáveis pela arbitragem de vídeo, César Deischler e Eduardo Gamboa, ambos do Chile.

Além de pedir que todos estes sejam retirados da função de arbitragem da entidade, o Cerro Porteño pede que a partida contra o Flu seja anulada e novamente remarcada para ‘uma data que seja conveniente’. A justificativa é que a atuação da equipe de árbitros no jogo contra os brasileiros foi de forma ‘viciada’ e influenciou o resultado

A principal reclamação do Cerro foi a anulação do gol marcado por Boselli, na qual a marcação das linhas de impedimento feitas pelo VAR não consideraram a presença de Samuel Xavier dando condição de jogo, com um close na imagem na qual não aparece o lateral do Fluminense. A própria Conmebol admitiu o erro na divulgação dos áudios das imagens do lance envolvendo o ex-Corinthians.

A Conmebol deve se pronunciar sobre o caso assim que a entidade tiver em mãos o pedido para dar ou não prosseguimento sobre os pedidos feitos pelos paraguaios.

LEIA MAIS

Técnico do Cerro diz que vitória do Fluminense passou por “roubo” da arbitragem