Técnico do Cerro diz que vitória do Fluminense passou por “roubo” da arbitragem

Técnico Arce questiona decisão da arbitragem e vê Cerro prejudicado no primeiro enfrentamento das oitavas de final

Matheus D'Avila
Colaborador do Torcedores

O Fluminense conquistou uma vantagem importante nas oitavas de final da Copa Libertadores da América contra o Cerro Porteño. A vitória por 2 a 0 em cima dos paraguaios foi construída com o domínio do time carioca ao longo da partida. Contudo, o técnico adversário, Francisco Arce, demonstrou grande indignação com a arbitragem do confronto por decisões dentro dos 90 minutos. “Foi um erro muito óbvio, muito grande, muito evidente. Deixa eu ver o que mais posso dizer… Nos roubaram à mão armada em nossa própria casa. É impossível que os do VAR não tenham se dado conta”, disse o ex-jogador do Palmeiras e do Grêmio no Brasil.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Tal reclamação se deve a anulação de um gol marcado por Boselli ainda no primeiro tempo. O lance foi invalidado no campo pelo auxiliar da arbitragem logo que foi finalizado. O VAR confirmou a irregularidade após a análise, mas a insatisfação foi permanente no time da casa.”Acho que foi um erro muito óbvio, muito grande, muito óbvio. É impossível que eles não tenham percebido, pelo menos o pessoal do VAR”, disparou Arce. Como resultado, uma onda de críticas dos torcedores paraguaios foi observada nas redes sociais.

Fluminense em vantagem

O Fluminense jogará em casa na próxima terça-feira (20), às 19h15, o segundo e decisivo confronto das oitavas da Libertadores. Dessa forma, a equipe comandada pelo técnico Roger Machado encara no sábado o Grêmio, também em casa, pelo Brasileirão, com a possibilidade de preservações. Já o Cerro Porteño também tem um compromisso pelo seu campeonato nacional. O time encara o Sportivo Luqueño na sexta-feira. Os paraguaios precisam vencer por três gols de diferença para avançarem de maneira direta para as quartas de final.

LEIA MAIS: