Charles do Bronx quer defesa de cinturão do UFC em estádio da NFL

Campeão dos leves do UFC espera defender cinturão da categoria até final do ano contra Dustin Poirier

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial UFC Brasil

Charles do Bronx esteve em Las Vegas e assistiu de perto à vitória de Dustin Poirier em cima de Conor McGregor na luta principal do UFC 264. Duelo este que deve colocar o americano como seu rival na defesa do cinturão dos leves do UFC. Uma luta a qual espera que aconteça no final do ano e até com um local bastante especial.

Em entrevista ao Combate, o campeão afirmou que deseja que a luta contra Poirier seja no estádio do Las Vegas Raiders, o Allegiant Stadium (ao qual se referiu como ‘ginásio’), este com capacidade para 65 mil pessoas. A data a qual do Bronx espera poder colocar o título da categoria dos leves contra o americano possa ser em dezembro

“Acho que essa luta pode ser em dezembro. Não mudou em nada. Acho que essa luta pode ser aqui mesmo em Las Vegas, no ginásio novo que construíram agora. Acho que tanto eu como ele merecemos fazer essa história e fazer isso acontecer”, afirmou o brasileiro.

Charles do Bronx assistiu à luta do último sábado (10) e gostou muito do que viu no futuro rival. Já prevendo o possível duelo que fará contra o Diamond, Charles torce para que o duelo seja bastante ofensivo e até revelou que sua aposta inicial era a de vitória do irlandês.

“O Dustin é agressivo, anda para a frente e tem bom ground and pound. Ele está vindo cada vez melhor. Lógico que a gente queria que a luta durasse um pouco mais, eu tinha apostado na vitória do McGregor mas até o segundo round, porque aí já mudava a aposta. O Conor levantou cansado e todo mundo sabe que ele se cansa. O Dustin está de parabéns e a luta será uma guerra. Eu só ando para frente e ele também. Tenho poder bom nas mãos, o meu jiu-jítsu está bom e não tenho medo de ninguém nesta categoria. Estou pronto para lutar contra qualquer um”, comentou do Bronx

LEIA MAIS

Vídeo mostra ameaças de McGregor à Poirier e esposa após lesão no UFC 264