Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Deu briga! Jogadores da NFL reagem à decisão da liga sobre atletas não-vacinados

Alguns jogadores foram ao Twitter demonstrar toda sua insatisfação com as medidas tomadas

Lucyen Costa | NFL da Zueira
Falo de Futebol Americano, faço memes de NFL e tenho especialização em irritar pessoas

 

 

Depois de a NFL estabelecer punições em caso de surtos de COVID-19 nos times, alguns atletas foram às redes sociais exprimir suas opiniões acerca do que foi decidido pela Liga. Surpreendentemente, o ocorrido de hoje expõe alguns jogadores céticos acerca da vacinação e demonstra que nem todos têm ideia de que a recusa às medidas visando garantir a imunidade fazem parte de protocolos para garantia da saúde dos próprios atletas.

 

O primeiro deles foi o WR do Arizona Cardinals DeAndre Hopkins que publicou um tweet que foi deletado um tempo depois. Mas como o que é printado, jamais é desprintado, o registro ficou nas redes.

Em tradução livre: “Jamais pensei que diria isso, mas ser colocado em uma posição de prejudicar meu time por não querer participar da vacinação me faz questionar meu futuro na NFL”. Sim, isso mesmo que você leu… O cara cogita sua aposentadoria por não querer tomar vacina.

Outro que exprimiu toda sua insatisfação foi o Linebacker Matthew Judon, contratado pelo Patriots nesta free agency. Judon fez diferente, referindo-se à NFLPA, o “sindicato” dos atletas da NFL, com um termo chulo, atribuindo culpa por a NFLPA não defender o interesse dos atletas. Ao menos o Judon não apagou seu tweet.

Depois de deletar o primeiro tweet, DeAndre Hopkins twittou “Liberdade?”, referindo-se à situação, deixando a entender que ele interpreta que sua liberdade de escolha sobre tomar ou não a vacina estaria sendo restringida. Vale ressaltar que ele tem total liberdade para escolher se toma ou não a vacina contra a COVID-19, assim como a NFL tem sua liberdade para definir se jogadores não-vacinados podem ou não jogar ou ser punidos por causar um surto de COVID-19 num time.

Jalen Ramsey, CB do Los Angeles Rams, foi outro que expressou suas ideias no Twitter, mas aqui relatando que conhece “2 pessoas nesse exato momento que tomaram a vacina, mas testaram positivo para o Covid-19”. Ele complementou afirmando que “não faria má interpretação sobre um jogador do seu time que não tomasse a vacina”.

DeAndre Hopkins quotou o tweet do Jalen Ramsey, afirmando “a namorada do meu irmão tomou a vacina no exército e teve problemas cardíacos logo após. Quando você se posiciona sobre, eles te dão ‘hate’!”, mas deletou logo em seguida.

 

Outro atleta que já ficou bem conhecido na NFL por se expressar em favor de ideais negacionistas com relação a vacinação foi o WR do Buffalo Bills Cole Beasley.  Mencionando um tweet do ProFootballTalk, Beasley afirmou que “Tomará a vacina e será um ‘advogado’ da vacinação se a Pfizer colocar uma porcentagem dos lucros com a vacina no nome da esposa dele”.

Como a internet não perdoa, os memes foram imediatos e ironizaram as falas dos atletas.


pic.twitter.com/Iy12sOMqtm

Alguns times já iniciaram seus Training Camp, e todos iniciarão até o dia 27 de julho, na próxima semana. Ou seja, os próximos dias prometem ser animados com os times decidindo o que fazer acerca dos atletas que não são chegados a uma agulhinha.