Goleiro da Argentina diz que ‘quer dar a vida’ por Messi e faz analogia: “Sou o Vegeta e com ele me tornei um Super Saiyajin”

Messi foi protagonista na conquista da Copa América e recebeu elogios de Emiliano Martínez

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Divulgação/AFA

Depois do apito final da Copa América no Maracanã, em que a Argentina venceu o Brasil por 1 a 0 e foi campeã, todos os jogadores do elenco foram em direção a Lionel Messi para abraçá-lo. Isso só mostra o quanto o camisa 10 é reverenciado pelos companheiros. Em entrevista ao “Olé“, o goleiro Emiliano Martínez evidenciou esse fato ao dizer que ‘quer morrer por Messi’.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Eu quero dar a vida, quero morrer por ele. Eu disse isso há quatro ou cinco meses, que preferia que ele vencesse a Copa América antes que eu. É a verdade. Como todo argentino. Os brasileiros, para mim, queriam que a Argentina ganhasse a Copa por Messi. E um argentino não vá querer ganhar por Messi? Aconteceu e espero que possamos dar o Mundial a ele”, disse o goleiro do Aston Villa.

O goleiro da Argentina fez uma analogia com um dos animes mais famosos do mundo, o Dragon Ball Z. Ele usou a produção japonesa para enfatizar o quanto ter Messi ao lado o faz ser um atleta melhor.

“Sabe quando via “Dragon Ball Z” quando você era menino? Eu sou o Vegeta e quando joguei com o Messi me tornei um Super Saiyajin”, declarou Emiliano Martínez.

A Argentina encerrou uma seca de 28 anos sem títulos. No Maracanã, os hermanos fizeram história ao derrotar o Brasil. Messi conquistou seu primeiro título com a seleção e foi eleito o melhor jogador, artilheiro (4) e líder de assistências (5) da competição.

Sonho realizado e mais Messi

“Sou um torcedor argentino que realizou meu sonho de menino de cinco anos. Não parei de lutar até que consegui. Não sei quantas Copas Américas e Mundiais Messi ia jogar. Ter jogado uma com ele para mim … Quando faço minha estreia na Copa América com ele, digo: ‘Realizei meu sonho'”, comentou o goleiro, que completou:

“E depois ganhá-la, isso você não pensa ou imagina. Você quer jogar com os melhores do mundo e vê-lo jogar lá de trás me deu confiança e me fez uma versão melhor. Você diz: “Ele animava os jogadores”. A mim também, e sou um goleiro. Eu gostaria de ter jogado todos os jogos em uma liga com ele, e eu seria um goleiro muito melhor.”

LEIA MAIS:

Paredes revela como foi a conversa com Neymar e Messi após final da Copa América