Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Medina diz que ‘venceu a bateria’ e fala das provocações de Kanoa Igarashi: “Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei”

Em bateria polêmica, Medina foi derrotado pelo japonês e ficou de fora da grande final do surfe nas Olimpíadas de Tóquio

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Divulgação

Gabriel Medina foi eliminado na semifinal do surfe nas Olimpíadas de Tóquio de forma polêmica. De volta ao Brasil, ele declarou sua tristeza com a arbitragem pelo o que aconteceu. O japonês Kanoa Igarashi venceu o bicampeão mundial e avançou para a grande decisão, onde perdeu para o brasileiro Ítalo Ferreira, que se transformou no primeiro medalhista de ouro da modalidade em Jogos Olímpicos.

“Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar. Estou triste mesmo e quero continuar trabalhando porque esse ano tem o mundial, não quero deixar isso me abalar. Recebi um apoio gigante do Brasil, e isso só me fortalece. Esses dias tristes vão passar e vou trazer ainda mais orgulho para nós”, comentou Medina.

Ele fez grande prova e estava vencendo até a reta final. Se aproximando do fim, o japonês Kanoa realizou um movimento que lhe garantiu uma nota de 9.33, suficiente para ultrapassar o brasileiro. Porém, Medina já havia feito manobras semelhantes que lhe renderam notas inferiores.

O japonês, medalhista de prata, foi até as redes sociais para cutucar o brasileiro com emojis. Gabriel Medina falou sobre o assunto e mostrou incômodo.

“Tem que ter paciência, enfim. Fazer palhaçada depois que ganha é fácil. Todo mundo se respeita no circuito. Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei. Prefiro trabalhar em silencio, fazer o meu e focar”, declarou ele.

Medina ainda perdeu a medalha de bronze, também com momentos polêmicos, contra o australiano Owen Wright. Apesar de falar dos dias tristes que teve, ele comentou sobre a relação com Ítalo Ferreira, o grande vencedor.

“Foram dias tristes, mas também fiquei feliz de ter compartilhado esses dias com o Italo, foi a maior vibe boa. Só de sentir e estar do lado dele foi irado. É trabalhar para estar na próxima Olimpíadas e ter uma nova chance.”

Próxima Olimpíadas

Os Jogos Olímpicos que vem serão em Paris, no ano de 2024, mas o surfe será disputado em Teahupoo, no Taiti.

“Espero estar nas próximas Olimpíadas no Taiti, que é uma onda que amo. Ainda há bastante tempo, três anos, mas o meu sonho começa desde agora”, disse Medina.

LEIA MAIS:

Neymar apoia Gabriel Medina após resultados polêmicos nas Olimpíadas: “Eu te amo”