Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas 2020: 10 jovens jogadores do futebol masculino para ficar de olho

Confira algumas promessas que podem deslanchar na competição

Guilherme Lopes
Estudante de Jornalismo, apaixonado pelas estatísticas do bom jogo. Vivo e penso sobre futebol o dia todo.

Crédito: David Ramos/Getty Images

A estreia das seleções de futebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio será na próxima quinta-feira (22), com a França enfrentando o México em partida válida pelo grupo A. Por analogia. um limite de atletas acima dos 23 anos leva muitos jovens jogadores para o torneio.

Sob o mesmo ponto de vista, várias promessas ganham destaque a partir da competição, como por exemplo a estrela alemã, Serge Gnabry em 2016. Portanto, confira uma lista com dez jovens jogadores que podem brilhar nessa edição.

Florian Müller – Alemanha

Adversário do Brasil na estreia, o goleiro de 23 anos é um dos remanescentes da final da Eurocopa sub-21 em 2019. Recentemente trocou o Mainz pelo Stuttgart.

Wiliam Saliba – França

Depois de uma bom ano no Saint-Étienne, o zagueiro foi vendido para o Arsenal. Por outro lado, ainda não atuou nos gunners, sendo emprestado para o Olympique de Marselha na última temporada.

Tomás Belmonte – Argentina

Diferente da tradição hermana de mais marcação, Belmonte é um volante com muito recurso técnico, podendo atuar como primeiro ou segundo volante. Apesar de jogar em uma faixa menos ofensiva, costuma deixar os seus gols. Na Sul-Americana 2020 pelo Lanús, marcou cinco vezes.

Eduardo Camavinga – França

O meio-campista virou destaque no país com apenas 16 anos, sendo disputado por diversas potências europeias. Atualmente com 18 anos, o camisa 10 do Rennes é o principal nome do seu país na competição.

Takefusa Kubo – Japão

Apelidado de “Messi Japonês”, o meia-atacante é outro que surgiu cedo. No entanto, pelo Real Madrid ainda não conseguiu seu espaço, sendo emprestado para o Mallorca, Getafe e Villarreal. A competição pode finalmente colocar o jogador em destaque.

Pedri – Espanha

O meio-campista é um dos seis jogadores que disputaram a Euro 2020, e também foram convocados para os jogos olímpicos. Com uma boa visão de jogo e facilidade para decidir as jogadas, a joia do Barcelona é uma das principais apostas da competição.

Amad Diallo – Costa do Marfim

Após brilhar durante anos na base da Atalanta, acabou comprado pelo Manchester United por incríveis R$ 272 milhões. A joia pode atuar como ala ou ponta, sendo uma das principais promessas do futebol africano, principalmente da Costa do Marfim que ainda busca se reinventar depois da aposentadoria de Didier Drogba e Yaya Touré.

Pedro de La Vega – Argentina

Autor de um golaço contra o São Paulo, de La Vega pode jogar nas duas pontas. O argentino se destaca por ter uma boa finalização de fora da área e agilidade. Atualmente com 20 anos, já é o camisa 10 do Lanús.

Lee Kang-in – Coreia do Sul

Sem a estrela da Seleção Coreana, Son, o meia-atacante de 20 anos aparece como o principal destaque da equipe. Atualmente no Valência, o sul-coreano vem crescendo de produção nas últimas temporadas pelo clube espanhol.

Antony – Brasil

Revelado pelo São Paulo, o atacante começou se destacando na primeira temporada defendendo o Ajax, contudo, acabou caindo de produção na reta final. Com uma grande qualidade no drible, mas ainda sem uma finalização bem trabalhada, pode ser um dos jogadores mais criativos da Seleção olímpica.

LEIA MAIS

Jogos Olímpicos de Tóquio: confira todos os locais que vão receber a competição

Jogos Olímpicos: Quando serão as partidas de futebol da seleção feminina?