Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: Árbitro australiano dá as menores notas para Gabriel Medina em disputa polêmica pelo bronze

Em disputas polêmicas, Medina fica fora da final do Surfe e perde o bronze contra o australiano Owen Wright

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Divulgação

Gabriel Medina perdeu o bronze e ficou no quarto lugar na disputa do Surfe nas Olimpíadas de Tóquio. No entanto, a decisão foi polêmica, assim como a fase de semifinal. Em duelo com o atleta australiano Owen Wright, o brasileiro recebeu as piores notas de um árbitro australiano.

Um dos favoritos ao ouro, Medina disputou o bronze e ficou atrás por grande parte do embate, mas sempre perto de alcançar o adversário. Já na reta final, conseguiu encaixar uma manobra que parecia ser o suficiente para assumir a liderança do placar, porém tirou um 6 cravado quando precisava de um 6,22.

As notas foram divulgadas após a disputa e causaram revolta dos brasileiros nas redes sociais. Ao todo, foram cinco juízes: Luiz Pereira, do Brasil, Daniel Kosoof, da Nova Zelândia, Benjamin Lowe, da Austrália, Bruno Truch, da França, e Masato Kato, do Japão, respectivamente.

Durante o julgamento das notas, o árbitro australiano Benjamin Lowe deu as piores pontuações para Medina. Vale ressaltar que a menor e a maior nota são descartadas e a média é feita pelas três do meio entre as cinco.

Medina recebeu um 5,43 na primeira onda e a nota de Benjamin foi um 5 cravado, semelhante de Luiz Pereira. As dos outros juízes foram: 5,5, 5,8 e 5,8.

Em seguida, o surfista brasileiro tirou 5,77 de média, com o australiano dando 5,2 e o restante, respectivamente, dessa forma: 5,5, 5,5, 6,3 e 7. Na terceira onda, a mais polêmica, Lowe marcou 5,3, e as outras foram 5,8, 6, 6,2 e 6,8, uma grande diferença; confira:

Imagem

LEIA MAIS: