Torcedores – Notícias Esportivas

Olimpíadas: Relembre todos os mascotes dos Jogos

Os mascotes dos Jogos Olímpicos permanecem na memória mesmo depois da competição ter sido disputada

Wagner Moreira
Formado em audiovisual, jornalista e analista de mídia. Sou apaixonado por futebol, basquete e automobilismo. Comecei minha carreira escrevendo sobre música e cobrindo eventos culturais, o torcedores.com é a possibilidade de falar sobre os esportes que cresci assistindo e que fazem parte da minha vida.

Crédito: Divulgação/Tóquio 2020

Em 1972, nos Jogos de Munique, os mascotes foram vistos pela primeira vez e se tornaram tradição nas Olimpíadas.

Os mascotes, na maioria das vezes representados por animais, funcionam como simpáticos anfitriões do evento, se transformam em produtos e as vezes ficam tão famosos quanto a própria edição dos jogos.

Antes de entrar na história nos símbolos, vamos apresentar Miraitowa, o robô mascote dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Os mascotes

Tóquio 2020 – Miraitowa é a junção das palavras japonesas que representam futuro e eternidade, “mirai” (futuro) e “towa” (eternidade).

Rio 2016 – Vinicius representa a as diversas espécies animais do Brasil, a animação foi escolhida por voto popular e apresentada em 2014.

Londres 2012 – Wenlock, criatura criada do aço da estrutura do Estádio Olímpico de Londres, fazendo referência a modernidade e símbolos locais.

Pequim 2008 – Beibei (azul) é um peixe, representa a água e a prosperidade; Jingjing (preto)um panda, a floresta e a felicidade; Huanhuan (vermelho) simboliza o fogo e o espirito olímpico; Yingying (amarelo)um antílope-tibetano, a terra e a saúde; Nini (verde)uma andorinha, simboliza o céu e a sorte.

Atenas 2004 – Phevos e Athena são irmãos que representam a igualdade entre homem e mulher, azul do mar e o laranja do sol.

Sydney 2000 – Ornitorrinco(Syd), cacatua(Olly) e equidna(Millie), representam a água, o ar e a terra.

Atlanta 1996 – Apresentado como Whatizit (“what is it?), não foi muito bem aceito quando apresentado por sua referência confusa, posteriormente alterado em suas características e também nome, acabando conhecido como Izzy.

Barcelona 1992 – Cobi era um cachorro com traços humanos, se tornando inclusive um desenho animado, um dos mais famosos da história dos jogos.

Seul 1988 – Hodori é um tigre, personagem ligado a bravura e nobreza na cultura da Coréia do Sul, o mascote também usava um chapéu característico da região.

Los Angeles 1984 – Sam surgiu como opção a primeira ideia de ter um Urso como símbolo, porém, o mascote já havia sido usado 4 anos antes em Moscou, na época se vivia anos conturbados com a Guerra Fria.

Moscou 1980 – Provavelmente o mascote mais lembrado, o urso Misha derramando uma lágrima ao fim dos jogos é um dos momentos mais marcantes da história das Olimpíadas.

Montreal 1976 – Amik significa Castor, em uma língua dos povos nativos canadenses, o castor é um símbolo muito importante no país.

Munique 1972 – O primeiro mascote dos jogos foi o cachorro Waldi, da raça dachshund, muito famoso na região da Bavaria.

LEIA MAIS  

Olimpíadas: Quantas medalhas o Brasil ganhou no Rio 2016?