Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Palmeiras aumenta gastos com o elenco, mas não supera folha salarial do Flamengo; veja valores

Apesar das adições de peso, o Palmeiras segue atrás do Flamengo no ranking de maiores folhas salariais do Brasil

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco - Palmeiras

Após as chegadas de Dudu, Borja, Deyverson, Jorge e Matheus Fernandes para a atual temporada, o Palmeiras teve um aumento em sua folha salarial. Neste cenário, segundo informações do jornalista Jorge Nicola, os gastos com o elenco saltaram de R$ 14 milhões por mês para cerca de R$ 19 milhões.

Mesmo com o alto acréscimo, o Palmeiras segue atrás do Flamengo no ranking de maiores folhas salariais do Brasil. Isso porque o Rubro-Negro, que conta com várias estrelas no plantel, precisa arcar, mensalmente, com R$ 22 milhões para pagar seus jogadores. Agora, caso novas contratações sejam feitas, casos de Kenedy, Thiago Mendes e Rafinha Alcântara, a quantia irá subir ainda mais.

Além disso, é mencionado que Joaquín Piquerez, que está próximo de fechar com o Palmeiras, deve ter o mesmo salário de Viña. Sendo assim, o lateral-esquerdo deve receber em torno de R$ 300 mil por mês.

Veja abaixo os valores dos atletas que recentemente foram integrados ao elenco do Palmeiras. O montante engloba salário e outros encargos, como direitos de imagem.

  • Dudu: R$ 2.1 milhões por mês
  • Jorge: R$ 1 milhão por mês
  • Matheus Fernandes: R$ 700 mil por mês
  • Borja: R$ 500 mil por mês
  • Deyverson: R$ 500 mil por mês

Vale lembrar que a folha salarial do Palmeiras pode ser avaliada no final da temporada. Como Felipe Melo e Jailson, inicialmente, não devem renovar, um espaço seria aberto, mas o cenário ainda não é dado como certo.

“Dissemos que, no momento, as renovações não acontecerão, mas vamos aguardar o final da temporada para avaliar julgar melhor cada processo”, afirmou Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras, à rádio “105FM“.

LEIA MAIS

As melhores notícias de esportes, direto para você