Palmeiras lidera em vários quesitos de desempenho na Libertadores; confira

Verdão de Abel Ferreira avançou para às quartas de final da Libertadores após vencer Universidad Católica

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: O jogador Marcos Rocha, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do CD Universidad Católica, durante partida válida pelas oitavas de final, volta, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

O Palmeiras continua firme em seu caminho para tentar buscar mais um título da Libertadores, com a vitória por 1 a 0 sobre a Universidad Católica na última quarta-feira (22), garantindo assim a vaga nas quartas de final e também se manter como um dos melhores desempenhos da competição.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

E o Verdão é líder de vários quesitos no que tange a seu desempenho em campo na edição 2021 da competição sul-americana. Isso é o que diz o site Sofascore, que divulgou nas redes sociais o sucesso do time de Abel Ferreira nesta temporada.

De várias estatísticas citadas no Sofascore, em pelo menos quatro delas o time palmeirense exerce a liderança. O Alviverde é o time de melhor aproveitamento (87,5%), o melhor ataque de toda a Libertadores, com 22 gols marcados até agora. Além de ser o time que menos precisa tocar na bola para fazer gol (necessitando de, ao menos, 206 toques para anotar o tento) e também o time que precisa de menos toques (89) para conseguir uma finalização. Contra os chilenos, foram várias chances perdidas pelos jogadores palmeirenses.

No quesito grandes chances de gol, o Palmeiras também exerce boa campanha, sendo o segundo colocado em toda a competição, com 23 chances deste tipo. No entanto, em apenas uma característica o Verdão sequer está entre os dez primeiros, a posse de bola. Os palmeirenses estão apenas em 22º lugar na competição em porcentagem de tempo com a bola (46,6%), mas isto se explica pelo time de Abel Ferreira valorizar mais os contragolpes em velocidade em vários momentos da partida.

LEIA MAIS

Weverton se iguala a Marcos em vitórias pelo Palmeiras na Libertadores