Romário faz ataque aos cartolas da CBF após escândalos e dispara: “palhaçada não pode continuar”

Crítico da CBF de longa data, ex-jogador ainda não havia se pronunciado sobre as polêmicas recentes na entidade

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter (@cidovieira90)

Crédito: Reprodução - SporTV

Figura marcante na história da Seleção Brasileira, o ex-atacante e agora Senador da República, Romário Farias, utilizou seu perfil oficial nas redes sociais para se manifestar sobre a série de escândalos protagonizados nos bastidores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Recentemente, o presidente Rogério Caboclo foi denunciado por assédio sexual e moral contra uma ex-funcionária da entidade e foi afastado.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Sem papas na língua, como de costume, o ex-jogador criticou a ausência de um cartola na principal cadeira da organização e ainda atacou Marco Polo Del Nero, o qual ele se referiu como o ‘banido e procurado pela Interpol’.

O post intitulado de ‘CBF você me causa vergonha!’ classifica a entidade como ‘totalmente acéfala’ e ressalta que os vices Feijó e Carlos Eugênio Lopes, os ‘donos da casa’, são ‘indiciados pelo Ministério Público e pela CPI paralela’.

“Eles só conseguem bater cabeça e cometer desmandos na gestão da entidade. Eles nada sabem sobre administrar, um total absurdo!”, destaca Romário, subindo o tom na sequência.

“Essa palhaçada e falta de respeito não pode continuar. A entidade precisa de seriedade e essa bagunça não condiz. Isso tem que ter um basta!”, disse o ex-jogador

 

LEIA MAIS: