Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: Brasil pede liberação de Vinicius Júnior para o Real Madrid

Clube espanhol recebeu nesta sexta (2) da CBF o comunicado da intenção de convocar o atacante para os Jogos Olímpicos

Lucas Ayres
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Lucas Figueiredo/CBF

A Seleção Brasileira Olímpica continua em sua “saga” para montar o grupo para os Jogos do Tóquio, que começam no dia 23 de julho. O técnico André Jardine já havia anunciado a lista com os 18 nomes, mas, com a ampliação do número de convocados para 22,  a intenção da comissão técnico é contar com Vinicius Júnior, do Real Madrid.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Segundo o jornal “Marca”, time espanhol, inclusive, já recebeu da CBF o comunicado de intenção de contar com o jogador de 20 anos. O próximo passo que é o mais delicado, a liberação. Como as Olimpíadas não são disputadas nas chamadas “datas Fifa”, os clubes não tem a obrigação de liberar os atletas para a competição, tampouco costuma ser do feitio do Real de aceitar essas convocações.

Vale lembrar que Vinicius Júnior já foi impedido de participar do Pré-Olímpico, torneio classificatório para a edição de Tóquio das Olimpíadas, disputado na Colômbia, em 2020. Além disso, o atacante já está com a Seleção, competindo na Copa América, ainda que com menor participação na competição, pelo menos em relação ao restante do elenco.

Além disso, o Real Madrid já disse “não” para a convocação de Rodrygo, que estava nos planos iniciais de André Jardine. O atacante ex-Santos chegou a disputar os últimos dois amistoso preparatórios, jogados no começo de junho.

O clube espanhol deve decidir o futuro de Vinicius Júnior nas próximas horas, depois de consultar Carlo Ancelotti, o treinador para a temporada 2021-22. De acordo com o jornal “AS”, também da Espanha, o italiano já teria definido o ataque titular do Real — e o brasileiro não estaria nele.

Sem Vinicius Júnior: os 18 convocados do Brasil para a Olimpíada de Tóquio

  • Goleiros: Santos (Athletico-PR), Brenno (Grêmio)
  • Laterais: Guilherme Arana (Atlético-MG), Gabriel Menino (Palmeiras), Dani Alves (São Paulo)
  • Zagueiros: Nino (Fluminense), Gabriel Magalhães (Arsenal), Diego Carlos (Sevilla)
  • Meio-campistas: Bruno Guimarães (Lyon), Gerson (Olympique de Marselha), Claudinho (Red Bull Bragantino), Douglas Luiz (Aston Villa), Matheus Henrique (Grêmio)
  • Atacantes: Antony (Ajax), Matheus Cunha (Hertha Berlim), Malcom (Zenit), Paulinho (Bayer Leverkusen), Pedro (Flamengo)

LEIA MAIS

Experiência, entrosamento e futebol ofensivo: o que esperar da Seleção Olímpica nos Jogos de Tóquio

Rodrygo é vetado pelo Real Madrid e não jogará Olimpíada de Tóquio

STJD acata pedido do Flamengo e Pedro não jogará Olimpíada

Abel Braga pede atleta do Flamengo, time da Suíça inicia conversas e jogador aceita