Torcedores – Notícias Esportivas

Ex-Leeds United e seleção inglesa revela sofrer de Alzheimer e demência

Jogador que atuou no Leeds United revelou as doenças

Alexander Rodrigues
Redator no @AlemanhaFC, @Torcedorescom, ADM da página @futebolcomamor e torcedor do Feyenoord.

Crédito: Divulgação - mfc.co.uk

Veio a público nesta quarta-feira (25) a notícia de que Alan Peacock, de 83 anos, ex-jogador que atuou por Middlesbrough, Leeds United, Plymouth Argyle e seleção inglesa foi diagnosticado com Alzheimer e demência, em 2018.

Foi o próprio ex-atacante fez a revelação através dos veículos oficiais do Middlesbrough.

“Me entristece de ler e escutar sobre muitos dos meus ex-companheiros de time. Eu fui diagnosticado em 2018 com demência e Alzheimer. Naquele momento a ficha não caiu, mas o tempo passou e eu percebi que eu não sou o homem que eu era a alguns anos atrás” – afirmou o ex-atacante que finalizou sua carreira com 172 gols em 315 jogos.

Alan Peacock atuou pela seleção da Inglaterra entre os anos de 1962 e 1965, quando obteve seis convocações anotando três gols. Dos clubes nos quais atuou, ele é mais reverenciado pelo Middlesbrough, onde marcou 125 gols nos 218 jogos em que vestiu a camisa do Boro.

A revelação de Alan Peacock foi feita poucos dias após o escocês Denis Law, lenda do Manchester United revelar a mesma condição.

Fique ligado aqui no site Torcedores para saber tudo sobre o esporte no Brasil e em todo o mundo!

Leia também:

DIRETAÇO em torcedor do Nice pode render gancho enorme para membro da comissão do Olympique de Marseille; assista

QUE PAPELÃO! – Juiz se desespera após errar em jogo da liga dinamarquesa; assista

Morre aos 76 anos ex-seleção belga considerado um dos melhores da história do país

Hóquei: Ex-jogador de grandes franquias da NHL é achado morto aos 31 anos

 

Casa de Wellington Paulista tem princípio de incêndio e torcida fica assustada; Fortaleza se pronuncia

Paralimpíadas: Phelipe Rodrigues larga bem e é bronze nos 50m da natação

Venda de Lyanco para a Premier League vai render bolada ao São Paulo

Paralimpíadas: Gabriel Bandeira leva primeiro ouro do Brasil em Tóquio