Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Valtteri Bottas larga mal, erra freada e faz strike na largada no GP da Hungria

Piloto da Mercedes, Valtteri Bottas, largou mal e perdeu ponto da freada, batendo em Lando Norris e fazendo um strike

Rico Chermont
Gestor Esportivo | Sport Management Fala sobre #esportes, #experiencia, #sportsmanagement, #gestãoesportiva e #marketingesportivoPresidente MiniFootball Brasil Presidente Pan American Minifootball Federation CEO na Chermont BR Company CEO na ChBR Advertising CEO na ChBR Sports

Crédito: Créditos: Redes Sociais Fórmula 1

O GP da Hungria deu sinais de que seria emocionante com a briga entre RedBull e Mercedes, mas ninguém imaginava que 5 pilotos ficariam fora da corrida na primeira curva, mudando toda a configuração da disputa para o Circuito de Hungaroring.

Lewis Hamilton, pole position, largou muito bem, mas seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas não teve o mesmo começo. Ao cair para a 5ª colocação antes da primeira curva, Bottas perdeu a tração na freada e acertou a traseira de Lando Norris, que fez um strike. Com isso, Lando bateu em Max, que conseguiu permanecer na pista. Bottas ainda bateu em Sergio Pérez, que também abandonou a corrida. Na mesma curva, Lance Stroll também escorregou e acertou Charles Leclerc, tirando os dois pilotos da prova. Ricciardo também foi atingido, mas permaneceu na pista.

O safety car foi chamado para entrar na pista, mas os diretores de prova decidiram pela bandeira vermelha e todos os carros foram para os boxes. No paddock, Bottas falou com a Tv Bandeirantes: “Meu carro perdeu a tração. Com certeza foi minha culpa. Tirei muita gente da corrida, inclusive eu mesmo. Peço desculpas a todos.”

LEIA TAMBÉM: Hamilton defende comunidade LGBTQIA+ da Hungria e crítica lei: “Inaceitável e Covarde”

PREJUÍZO PARA VERSTAPPEN

Apesar de ter sido atingido e não ter saído da prova, Max Verstappen teve um grande prejuízo na corrida. Os danos causados pela pancada fizeram com que Max caísse para a 13ª posição. Entretanto, a bandeira vermelha permitiu que a Red Bull fizesse os reparos para melhorar o desempenho de Max na corrida.

No reinício da corrida, Hamilton largou em primeiro, seguido por Esteban Oco, Sebastian Vettel, Carlos Sainz, Yuki Tsunoda e Nicholas Latifi.