Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Chico Lang se revolta com ação da Anvisa contra Willian, vê privilégios ao Flamengo e insinua ajuda do crime organizado

Comentarista questionou a atitude da Anvisa com o camisa 10 corintiano, quando os reforços do Flamengo não receberam o mesmo tratamento

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Foto: Divulgação/TV Gazeta

O jornalista Chico Lang fez duras críticas a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pela nota oficial afirmando que o jogador Willian, recém-contratado pelo Corinthians, não pode estrear contra o Atlético-GO por ter vindo da Inglaterra e ter que, obrigatoriamente cumprir 14 dias de quarentena – o que não aconteceu, lembrando que o atleta desembarcou no Brasil no dia 1º de setembro. A agência ainda citou o caso de Andreas Pereira, contratado pelo Flamengo, que não cumpriu o período de isolamento e já jogou.

“Dessa vez, [a Anvisa] errou. Acertou paralisando o jogo Brasil x Argentina porque os quatro argentinos vieram da Inglaterra e não cumpriram a quarentena e nem foram deportados, está errado. Agora, a Anvisa está impedindo o jogador Willian de estrear contra o Atlético-GO. Ele vai ter que cumprir uma quarentena de 15 dias porque ele veio da Inglaterra. Só que tem um detalhe: ele está aqui no Brasil desde o dia 1º de setembro e a Anvisa não disse nada. Pelo contrário, foi na casa do jogador, invadiu a casa do jogador e já queria levar o jogador não sei pra onde. Enfim, um absurdo. Dessa vez a Anvisa quis aparecer”, disse Chico Lang em vídeo divulgado em seu perfil no Twitter.

O comentarista da TV Gazeta ainda citou a diferença de tratamento para o Flamengo, que além de Andreas Pereira, que estava na Inglaterra antes de desembarcar no Brasil, tem Kenedy na mesma situação. O ex-Fluminense chegou de Londres no dia 27 de agosto, após se recuperar da Covid-19 e testar negativo para o vírus.

“E pior! O tal de Andreas, que foi contratado junto ao Manchester United, e o Kenedy, que veio do Chelsea, os dois estão no Flamengo. O tal do Andreas já estreou e fez gol pelo Flamengo. Então, qual é a lógica da Anvisa? O Flamengo pode e o Corinthians não pode? O Andreas veio dá Inglaterra também, é filho de brasileiro, mas deveria ter cumprido a quarentena. E esse tal de Kenedy, está cumprindo quarentena?”, questionou.

Chico Lang ainda afirmou que o Rubro-Negro tem privilégios na CBF e insinuou que o clube recebe ajuda do crime organizado. “É o tal negócio, o Flamengo tem privilégios e mais privilégios dentro da CBF, órgãos governamentais e dizem até que o Comando Vermelho ajuda lá. Sei lá se é verdade, mas é assim. Tudo pode no Flamengo. Até ter público nos jogos de futebol em plena quarentena. Já dá o título da Libertadores, do Brasileiro para o Flamengo, não tem problema nenhum já que é assim. Uma vez Flamengo, sempre Flamengo, né?”, completou.

LEIA TAMBÉM:
Brasileiros não aparecem entre as maiores contratações da janela
Rivaldo abre o jogo e revela se tinha rivalidade com Ronaldo na Copa de 2002
Rivaldo diz se aceitaria convite de Galvão Bueno e vê falta de personalidade na Seleção
Fechado com Flamengo, David Luiz entra na lista dos jogadores mais bem pagos do Brasileirão
Especulado no Flamengo, Rafinha Alcântara fica fora da lista de inscritos do PSG para Champions
7 jogadores que começaram a temporada com sequência, mas perderam espaço no Brasileirão
Brasileirão encerra primeiro turno com time praticamente rebaixado e Grêmio com risco de queda; veja números

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes