Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Projeção de dirigente do Grêmio sobre saída do Z4 não acontece, e Felipão quer “respirar melhor daqui a sete, oito jogos”

Grêmio segue mais uma semana na zona do rebaixamento e amplia pressão sobre o time

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A chance de, enfim, deixar a zona do rebaixamento do Brasileirão esteve totalmente nas mãos do Grêmio. Bastava uma vitória simples diante do Athletico, fora de casa, que o clube sairia da degola pela primeira vez desde a rodada inicial do campeonato. Mas a derrota de 4×2 neste domingo jogou um balde de água fria no clube, que permanece por mais uma semana no 18° lugar, com 22 pontos.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Assim, a previsão feita pelo vice-presidente de futebol Marcos Herrmann de saída do Z4 em setembro não se confirmou. Ele deu a declaração abaixo em entrevista coletiva depois da derrota de 2×0 para o Palmeiras, fora de casa, em julho:

“Hoje, no segundo tempo, nós já mostramos uma irresignação muito boa. E se a gente continuar assim, vamos sair… rapidinho não sei, mas em setembro já estaremos fora da zona de risco. Esse é o meu palpite”, apostou, na época.

Felipão não vê Grêmio “resolvido” na campanha

Sincero como de costume em sua coletiva, o técnico Felipão deixou claro que não vê a campanha do Grêmio como “resolvida” e que a sua expectativa é de “respirar melhor daqui a sete, oito jogos”:

“Temos que conviver com as dificuldades e a torcida do Grêmio tem que conviver com essa parte também. Precisamos respirar melhor daqui sete, oito jogos. Infelizmente pegamos uma situação difícil no início”, colocou, antes de acrescentar:

“Não tem nada resolvido no campeonato. Estamos lá embaixo e não é fácil sair. Não esqueçamos que tínhamos 2 pontos em 24. Não vai ser fácil, mas temos condições de sair. Vamos sair. Provavelmente com as atuações que estamos tendo, corrigindo detalhes, vamos conseguir os pontos necessários para sair de onde estamos. Claro que preciso mostrar finalizações, chances de gol, posse de bola para o meu grupo. Mostrar o que fizemos certo e o que fizemos errado. Estamos tendo atuações que podem nos dar segurança. Mas, animicamente, hoje estivemos abaixo”.

Agora, o Grêmio de Felipão recebe o Sport Recife, na Arena, no domingo, às 20h30. A reapresentação gremista ocorre na terça-feira, 15h.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

LEIA TAMBÉM:

Convicto que jogará contra o Flamengo, Grêmio dá indícios sobre time na Copa do Brasil

Flamengo afronta CBF e coloca ingressos à venda para encarar o Grêmio; gaúchos se posicionam

Grêmio pode se negar a jogar contra o Flamengo na volta da Copa do Brasil; entenda

Companheiro revela o que incomoda Messi no PSG

Daniel Alves entre rivais, Oscar na Série A e Marinho: veja as notícias do mercado da bola

Neto surpreende e crava semifinalistas da Copa do Brasil

Brasileirão e futebol europeu: veja a agenda de jogos desta segunda (13)