Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Vôlei: Brasil vence Argentina, conquista Sul-Americano e amplia hegemonia local

Equipe vingou derrota da decisão do bronze das Olimpíadas e conquistou o torneio pela 33ª vez em 34 edições

Fernando Cesarotti
Jornalista, professor universitário e fã ardoroso de qualquer esporte. Autor do OlimpCast, podcast sobre esportes olímpicos.

Crédito: William Lucas/Inovafoto/CBV

O Brasil é campeão sul-americano de vôlei masculino pela 33ª vez. Menos de um mês depois de perder a medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio-2020 para a Argentina, a seleção do técnico Renan dal Zotto venceu o rival continental por 3 a 1 (25/17, 24/26, 25/18 e 25/18) e manteve a hegemonia na competição.

Em 34 edições do Sul-Americano, a única vez que o Brasil não venceu foi em 1964, quando não participou da disputa. As duas seleções já estavam classificadas para o Mundial de 2022, que será na Rússia. Chile, Peru e Colômbia foram os outros participantes. A Venezuela desistiu por causa da pandemia de covid-19.

Times modificados

Os dois times atuaram desfalcados de jogadores que estiveram nas Olimpíadas de Tóquio. No caso do Brasil, o oposto Wallace se aposentou da seleção, enquanto Douglas Souza e Leal foram dispensados. A Argentina deu folga ao levantador De Cecco, ao ponteiro Quiroga e ao central Soler, entre outros.

Mesmo com as mudanças, o jogo foi equilibrado e muito parecido com os duelos em Tóquio. Nas Olimpíadas, o Brasil venceu na fase de grupos por 3 a 2 e os argentinos deram o troco com o mesmo placar na decisão do bronze.

Nos momentos decisivos, no entanto, a experiência dos brasileiros desta vez falou mais alto. O time conseguiu liderar o jogo durante a maior parte do tempo e, à exceção do segundo set, manter os argentinos a uma distância confortável, fechando o jogo e levando mais uma taça sul-americana para casa.

LEIA MAIS:

Brasil fecha as Paralimpíadas de Tóquio igualando recordes e com marca histórica de ouros

Quadro de medalhas: Brasil termina as Paralimpíadas em sétimo

Histórico ouro do Brasil no vôlei masculino em Atenas-2004 completa 17 anos; veja a campanha do título

Vôlei: Zé Roberto convoca o Brasil para Sul-Americano feminino