Torcedores – Notícias Esportivas

Mercado da Bola: Quem é Luís Castro, novo técnico português na mira do Corinthians

Clube paulista segue em busca de um nome para substituir Sylvinho, demitido no começo do mês. Lusitano pretendido já treinou Porto e Shakhtar

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Twitter @FCShakhtar_eng

O treinador português Luís Castro entrou na mira do Corinthians para substituir o lugar vago deixado por Sylvinho, demitido no começo deste mês. Desconhecido do público brasileiro, o profissional já treinou equipes como Rio Ave e Porto, em sua terra natal, mas foi no Shakhtar onde ele se encontrou.

O Timão fez uma consulta com os representantes de Luís e agora espera uma definição para saber se poderá dar seguimento ao negócio. Segundo informações do portal “Meu Timão”, o Botafogo é outro brasileiro interessado em contratá-lo — Enderson Moreira foi demitido há uma semana.

Um empecilho que pode melar a contratação do português é a multa alta para a rescisão com o seu clube atual, o Al Dubail, do Catar. As cifras giram em torno de 1 milhão de euros (R$ 5,8 milhões) e, nesse quesito, os alvinegros cariocas levariam vantagem por contar com o investimento de John Textor.

O assédio de Corinthians e Botafogo em cima de Luís Castor segue uma tendência do futebol brasileiro de contratar técnicos estrangeiros. Mas se depender única e exclusivamente do saldo geral de sua carreira, o representante da Terrinha terá de contar com a boa vontade da torcida em seu trabalho.

Quem é Luís Castro, novo alvo do Corinthians?

Isso acontece porque desde que mergulhou na carreira de técnico em 1998, foram poucas as vezes em que ele assumiu uma equipe considerada “gigante”. Sua primeira chance foi em 2014, quando assumiu o Porto de maneira interina e permaneceu por 16 partidas, vencendo nove, empatando uma e perdendo seis.

Depois disso, ele passou pelo Rio Ave e Vitória de Guimarães antes de assumir o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Com 84 jogos disputados, esse foi o trabalho mais longevo e mais bem-sucedido de Luis no futebol profissional. Com aproveitamento de 67%, deixou o clube em maio do ano passado com uma taça de campeão ucraniano de 2019/2020.

No Al Duhail, sua campannha também é digna de destaque no Catar. Em 16 partidas, ele perdeu apenas dois jogos e empatou somente três delas, somando onze vitórias. O time é vice da Q-League, logo atrás do Al Sadd, que disparou e abriu dez pontos de vantagem na tabela.