Torcedores – Notícias Esportivas

Cruzeiro perde na Justiça e terá que pagar milhões a Rogério Ceni; veja valor

Técnico, atualmente no São Paulo, venceu o clube mineiro na Justiça

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Vinnicius Silva / Cruzeiro

A condenação do Cruzeiro no processo de Rogério Ceni contra o clube foi mantida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região. Além disso, a sexta turma do TRT determinou a retirada do sigilo do processo. Rogério Ceni cobra um montante de salários atrasados, férias, multa rescisória, entre outras cobranças. No total, o valor chega a R$ 3,3 milhões. O Cruzeiro, ao menos, teve o pedido de justiça gratuita deferido, segundo o Lance!, além da isenção nos pagamentos de honorários.

Veja ao que o Cruzeiro foi condenado na ação de Rogério Ceni

De forma detalhada, foram revelados os aspectos da condenação do Cruzeiro na Justiça. Primeiramente o clube terá que arcar salário atrasado no mês de agosto de 2019, com proporcional a 23 dias trabalhados. Além disso, também um saldo de salário de setembro do mesmo ano. O clube ainda terá que arcar com férias proporcionais a Ceni, com acréscimo de um terço, 13º salário proporcional de dois meses. A multa rescisória contratual também entrou na ação, que fica no valor de R$ 1,9 milhão. Ainda há mais duas multas, do artigo 477 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), e do artigo 467 da CLT, com FGTS do período trabalhado.

Vale lembrar que o trabalho de Rogério Ceni foi curto e conturbado, com o treinador iniciando um embate com os líderes do elenco. Por fim, ele acabou demitido e o Cruzeiro foi rebaixado ao fim do Brasileirão 2019. Ao todo, foram 46 dias de trabalho do técnico no clube mineiro. Ele comandou o time em oito partidas, com duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Atualmente ele comanda o São Paulo, clube no qual também é ídolo como jogador. Ele ainda treinou o Fortaleza, onde foi campeão cearense, da Copa do Nordeste e da Série B, e o Flamengo, onde foi campeão brasileiro em 2020.