Torcedores – Notícias Esportivas

Eric Faria destaca dois jogadores do Flamengo, mas faz alerta: “Parece time do churrasco”

Repórter da Globo também pontuou dependência ofensiva do Flamengo em relação a dois jogadores

Bruno Romão
25 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo

Aproveitando a ocasião de enfrentar um adversário, em tese, mais fraco, Paulo Sousa decidiu escalar um time misto em Flamengo x Altos. Mesmo assim, a equipe contou com Gabigol, Diego Ribas, Marinho e outros nomes importantes, mas não conseguiu brilhar em campo. Dessa forma, o público presente no Raulino de Oliveira viu poucos lampejos de um time que já encantou os torcedores em um passado recente.

Por conta disso, Eric Faria, em seu perfil no Twitter, indicou ter ficado decepcionado com a postura do Flamengo, principalmente na reta final da partida. Sendo assim, o jornalista questionou a forma como o Rubro-Negro encarou os minutos finais do confronto na Copa do Brasil, e alertou sobre a dependência ofensiva em relação a Arrascaeta e Bruno Henrique.

“O fim de jogo do Flamengo parece time do churrasco. Serio. É até meio surreal”, opinou.

“É incrível como o Bruno Henrique faz falta ao time e principalmente ao Gabigol. Aliás, sem o Bruno Henrique e o Arrascaeta, a criatividade e a força ofensiva desaparecem. Pode ser q a entrada do Pedro dê presença de área“, afirmou.

DUPLA DO FLAMENGO ELOGIADA

Mesmo com a atuação abaixo do esperado, o Flamengo também teve boas notícias no confronto. Isso porque Marcos Paulo, escalado na lateral-esquerda, teve uma boa atuação e pode se mostrar uma opção interessante para o setor ao longo da temporada. Já no ataque, Victor Hugo, que vem encantando Paulo Sousa, deixou sua marca no confronto no dia do seu aniversário, e se emocionou com o momento.

“Numa atuação confusa que a torcida tem todo o direito de se queixar…vale destacar o bom jogo do Marcos Paulo e o gol do Victor Hugo. Até o momento, o uso dos jovens talvez seja o que há de muito bom no trabalho do Paulo Sousa“, afirmou o repórter.

Em coletiva de imprensa, Paulo Sousa se rendeu ao talento de Victor Hugo. Agora, por conta da sequência desgastante de partidas, o atacante tem chances de continuar sendo observador, mas sem queimar etapas em seu desenvolvimento.

“É um jogador que tem todas as condições para representar um clube com a grandeza que tem o Flamengo. Tem boa capacidade de interpretação de espaços, joga bem de costas e fisicamente é um bom jogador, é explosivo. Tem uma leitura de jogo muito boa.  É um jogador que dentro da área, como hoje se viu, tem muita presença. Tem gol. Juntamente com outros jogadores da base que estamos prestando atenção para integrarmos e para eles nos ajudarem cada vez mais no nosso rumo, que é ganhar jogo. A temporada é bem longa, precisamos manter todos os jogadores no máximo de performance. E temos que ir integrando sempre os jogadores com menos minutagem porque ele serão úteis, como foram úteis hoje também“, analisou o técnico.