Torcedores – Notícias Esportivas

Tardelli, Guerrero e mais: Medalhões que estão livres no mercado

Atletas estão sem clube mas podem pintar no futebol brasileiro

Erick Montezano
Colaborador do Torcedores

Crédito: Miguel Schincariol/Getty Images

A janela de transferências do futebol brasileiro fechou no dia 12 de abril. No entanto, jogadores que estão sem vínculo no mercado da bola podem aparecer em alguns times no Brasil, segundo a Lei Pelé. De acordo com essa norma, os clubes podem contratar atletas que tiveram seus contratos rescindidos por justa causa. Com isso, surge a possibilidade de algumas caras bem conhecidas no futebol brasileiro pintarem nos clubes, mesmo com a janela fechada.

O Torcedores.com traz uma lista com possíveis jogadores que podem aparecer em algumas equipes. Veja os nomes:

Diego Tardelli – atleta está sem contrato desde o início do ano, quando teve seu contrato encerrado com o Santos. Com 36 anos, o centroavante diz que ainda não pensa em aposentadoria e tem mantido a forma para voltar aos gramados ainda esse ano.

Paolo Guerrero – atacante peruano está livre no mercado desde outubro de 2021, época em que atuava pelo Internacional. Ele rescindiu seu contrato com o Colorado para focar na recuperação de uma lesão no joelho e também alegou problemas pessoais. Aos 38 anos, Guerrero tem em sua carreira passagens por clubes como Corinthians e Flamengo.

Geuvânio – sem clube desde o início do ano, o atacante, formado nas categorias de base do Santos, segue livre no mercado após passagens por Flamengo, Atlético-MG, Athletico e Chapecoense, sendo sua última aparição pelo clube catarinense.

Hudson – volante está sem contrato desde janeiro, após defender as cores do Fluminense. Atualmente, o atleta treina por vontade própria.

Thiago Neves – meia-atacante está sem clube desde setembro, quando atuava pelo Sport. Aos 37 anos, o jogador ainda não definiu os próximos passos de sua carreira.

Mauro Zárate – atacante argentino está sem clube desde o início do ano, depois de ter seu contrato encerrado no Juventude. Assim como Thiago Neves, o jogador ainda não definiu os futuros rumos como jogador de futebol.

Diego Cavalieri – desde 2020 sem jogar, o goleiro teve sua última aparição pelo Botafogo. No Glorioso, foram 28 jogos. O atleta ainda tem passagens por clubes como Fluminense, Palmeiras, Liverpool e já chegou a defender a Seleção Brasileira.

Márcio Azevedo – lateral-esquerdo teve como seu último clube o Athletico. Pelo Furacão, foram 56 partidas, com um gol e três assistências.