Home Futebol Premier League: Leicester considera pagar multa de R$ 60 milhões para demitir técnico

Premier League: Leicester considera pagar multa de R$ 60 milhões para demitir técnico

Equipe começou mal o Campeonato Inglês e o técnico Brendan Rodgers pode ser demitido em breve, contudo, o valor da rescisão é alto demais

William Nunes
Formado em produção audiovisual pela PUCRS, cineasta, redator e escritor, roteirista e Youtuber.

O Leicester City dificilmente poderia começar pior a temporada do Campeonato Inglês. A equipe perdeu seis partidas e empatou uma em sete disputadas, com isso, somou apenas um ponto na classificação geral. O clube ocupa atualmente a última colocação.

PUBLICIDADE

O desempenho terrível e a situação perigosa já colocaram o time inglês em estado de alerta. O trabalho do técnico Brendan Rodgers já começou a ser questionado e a direção já discute o pagamento da multa rescisória para demitir o treinador.

A questão é que, apesar do desejo, o Leicester teria que pagar 10 milhões de libras (60 milhões de reais) para demitir o técnico. Uma quantia dessas pode gerar problemas com o regulamento financeiro da Uefa.

PUBLICIDADE

Dentro da Premier League, apenas Jurgen Klopp, Guardiola e Antonio Conte recebem um salário maior do que Brendan Rodgers. E para piorar, o treinador tem contrato até 2025.

O time inglês vive uma situação financeira ruim e não há certeza de que poderiam arcar com a quantia de indenização necessária. Lembrando que o Leicester fez apenas uma contratação nessa janela de transferências, mesmo tendo perdido atletas importantes do elenco.

Possível substituto de Brendan Rodgers atua na Premier League

Caso o Leicester opte realmente por demitir o treinador, já há um favorito para substituí-lo. Trata-se de Thomas Frank, atual técnico do Brentford.

No entanto, Frank assinou recentemente uma renovação até 2025 com o Brentford e não teria interesse em sair do clube. O técnico tem como principal conquista manter o pequeno time na Premier League, elite do futebol inglês, durante a temporada passada. Além disso, nesse ano está na 9º colocação.

PUBLICIDADE

Outra opção mencionada na Inglaterra é Sean Dyche, ex-técnico do Burnley. Ele está desempregado no momento e no seu trabalho mais recente, acabou saindo antes do rebaixamento da equipe ser confirmado.