Home Futebol Erik ten Hag explicou motivo de Martial começar no banco na vitória sobre o Brentford

Erik ten Hag explicou motivo de Martial começar no banco na vitória sobre o Brentford

Treinador dos Red Devils explicou que manteve o atacante no banco pois ele não estava totalmente apto para começar entre os titulares; saiba mais

William Nunes
Formado em produção audiovisual pela PUCRS, cineasta, redator e escritor, roteirista e Youtuber.

Na vitória dos dos Red Devils sobre o Brentford, nessa quarta-feira, era esperado que o atacante Anthony Martial começasse entre os titulares, na vaga de Weghorst, que não vem jogando bem e é alvo de críticas. Contudo, o técnico Erik ten Hag acabou optando por mandar a campo Rashford como centroavante, promovendo a entrada de Sancho e Antony pelos lados do campo.

PUBLICIDADE

O atacante francês Anthony Martial acabou entrando somente aos 71 minutos do segundo tempo. O jogador retornou de lesão no final de semana, quando entrou aos 78 minutos na derrota para o Newcastle.

Martial, de 27 anos, foi titular em somente nove partidas nessa temporada, tendo sofrido cinco lesões diferentes. O atacante não completa os 90 minutos de uma partida pelos Red Devils desde janeiro de 2021.

PUBLICIDADE

O francês estava em baixa no Manchester United no início dessa temporada, após atuar por um ano no Sevilla praticamente sem jogar. Ele era cotado como “negociável” antes da chegada de Erik ten Hag, que conseguiu recuperar o atacante e fazê-lo voltar a atuar bem.

Erik ten Hag comentou sobre a situação de Martial no Manchester United

Após a vitória sobre o Brentford, com gol marcado justamente pelo atacante Rashford, que entrou na vaga de Martial, o técnico Erik ten Hag falou sobre a opção de não mandar o francês a campo desde o início:

“Ele era uma opção, mas não acho que neste momento ele esteja apto o suficiente para começar. E também tem a prevenção.”, falou o técnico dos Red Devils, quando perguntado sobre o motivo de Martial ter começado entre os reservas.

“Obviamente, quando você vê o recorde de Anthony Martial nos últimos anos, você tem que ter muito cuidado para planejá-lo. Portanto, não quero correr esse risco porque sei que quando ele está em campo, ele tem um grande impacto em nosso desempenho.”, acrescentou ainda Erik ten Hag.

PUBLICIDADE