Home Outros Esportes Shohei Ohtani MVP e Blake Snell Cy Young: veja os premiados da temporada de 2023 da MLB

Shohei Ohtani MVP e Blake Snell Cy Young: veja os premiados da temporada de 2023 da MLB

Premiação seguiu a lógica e não teve surpresa nas escolhas dos melhores jogadores da última temporada da Major League Baseball

Thais May Carvalho
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e mestranda de Ciências da Comunicação na Universidade de São Paulo, sou colaboradora do Torcedores.com desde 2020. Escrevo sobre diversas modalidades, com foco mais voltado para futebol americano, beisebol, surfe, tênis, futebol, hóquei no gelo e basquete.

Imagem: divulgação Major League Baseball

PUBLICIDADE

Ao longo desta semana, a MLB deu os principais prêmios da temporada de 2023: o de jogador mais valioso do ano (MVP), o de melhor arremessador (Cy Young), o de melhor novato e o de melhor técnico. Confira a seguir quem recebeu cada um desses prêmios nas ligas Americana e Nacional.

MVP

Shohei Ohtani (Los Angeles Angels)

Pela segunda vez em três anos, Shohei Ohtani venceu o título de melhor jogador da temporada, e mais uma vez de forma unânime. Com números parecidos com os de 2021, quando também levou o troféu de MVP, o astro dos Angels liderou a Liga Americana em home runs (com 44), e a MLB em slugging (.654) e OPS (com 1.066). Além disso, ele foi só um de sete rebatedores que terminou o ano com uma média de rebatidas acima de 30%. Já como arremessador, seu ERA foi de 3.14 e a média de rebatida dos oponentes foi de apenas .184. No total, Ohtani foi o jogador com maior WAR em 2023.

Ronald Acuña Jr. (Atlanta Braves)

Em 2023, Ronald Acuña Jr. conseguiu um feito nunca antes alcançado na MLB. Ele se tornou o primeiro jogador na história a conseguir mais de 40 home runs e 70 bases roubadas em uma temporada. Assim como Ohtani, o right fielder dos Braves venceu a votação para MVP de maneira unânime na Liga Nacional, afinal ele a liderou em OBP (com .416), OPS (com 1.012), rebatidas (com 217, o que é a maior marca em nove anos) e corridas anotadas (com 149, a maior marca em 23 anos). Já a média de rebatidas de .337 foi a segunda maior da MLB nesta temporada.

PUBLICIDADE

CY YOUNG

Garrit Cole (New York Yankees)

Ninguém teve mais entradas arremessadas em 2023 do que Gerrit Cole, com 209 innings. O arremessador também liderou a MLB em WHIP (com 0.98) e a Liga Americana em ERA (com 2.63), menor média de rebatidas por nove entradas (com 6.8) e menor média de aproveitamento dos oponentes (com .206). Cole é o sexto Yankee a vencer o prêmio de Cy Young, e o segundo a ganhar a eleição de forma unânime.

Blake Snell (San Diego Padres)

Com a vitória na premiação, Blake Snell se tornou apenas o sétimo jogador da história da MLB a ganhar o Cy Young tanto na Liga Nacional, quanto na Liga Americana (ele também venceu o prêmio em 2018 com os Rays). Assim, Snell se juntou a nada menos do que Gaylord Perry, Pedro Martinez, Randy Johnson, Roger Clemens, Roy Halladay e Max Scherzer. Em 2023, o arremessador dos Padres liderou a Major League Baseball em ERA (com 2.25), em menor média de rebatidas por nove entradas (com 5.8), além de ficar em segundo em strikeouts (com 234). Em 12 dos 32 jogos que começou, ele não cedeu corridas, o que é a maior marca desde 1969.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

NOVATO DO ANO

Gunnar Henderson (Baltimore Orioles)

Limitado no início da temporada por conta de uma lesão, Gunnar Henderson pegou ritmo ao longo do ano e ajudou os Orioles a vencerem 101 partidas e a sua divisão. Jogando na terceira base e como shortstop, ele foi bem na defesa e no ataque. Henderson foi o sexto jogador da Liga Americana em corridas anotadas (com 100) e o segundo em rebatidas triplas (com 9). Além disso, ele liderou todos os novatos em home runs (com 28), ficou em segundo em WAR e em terceiro em corridas impulsionadas. Com um desempenho tão bom no bastão, ele venceu o prêmio de novato do ano de forma unânime e ainda levou um troféu Silver Slugger.

Corbin Carroll (Arizona Diamondbacks)

Peça central do time que chegou até a World Series, Corbin Carroll também venceu o prêmio de novato do ano de maneira unânime. O jogador dos D-Backs foi o primeiro calouro na história da MLB a alcançar as marcas de 25 home runs e 50 bases roubadas em uma temporada. Carroll também foi o melhor novato da Major League Baseball em WAR e corridas anotadas, além de ficar em terceiro lugar em corridas impulsionadas. Já as 10 rebatidas triplas lideraram a Liga Nacional em 2023.

TÉCNICO DO ANO

Brandon Hyde (Baltimore Orioles)

Brandon Hyde precisou de apenas dois anos para transformar o Baltimore Orioles de um time que perdeu 110 partidas em 2021 para uma equipe que venceu 101 jogos em 2023, o que culminou no título da divisão leste e no melhor recorde da Liga Americana. As 48 vitórias de virada nesta temporada foram a maior marca da MLB. Além disso, os Orioles ficaram no top 10 da liga em corridas anotadas, média de rebatidas, slugging, ERA, menor quantidade de home runs e walks cedidos, e menos erros na defesa.

PUBLICIDADE

Skip Schumaker (Miami Marlins)

Em seu primeiro ano como treinador da equipe, Skip Schumaker levou o Miami Marlins à quarta aparição nos playoffs na história do time. Em 2023, os Marlins venceram 15 jogos a mais do que na temporada anterior, somando 84 vitórias, e assim tiveram o primeiro recorde positivo desde 2009 (com exceção da temporada reduzida de 2020). Apesar de ter um ataque limitado (sendo um dos cinco que menos anotou corridas neste ano), o time foi bem em jogos apertados, terminando com um recorde de 33-14 em partidas decididas por uma corrida.

PUBLICIDADE