Home Futebol Internacional vence e Botafogo termina fora do G4 do Brasileirão Série A

Internacional vence e Botafogo termina fora do G4 do Brasileirão Série A

Fogão leva 3 a 1 do Colorado no Beira-Rio nesta quarta-feira (06) e não consegue a vaga direta para a fase de grupos da Libertadores

Marco Maciel
Sou jornalista, formado pela PUCRS em 2007. Trabalhei na web rádio Voz do Futebol. Também fui redator e assessor de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade). Edito o site SAMBARIO, voltado para sambas-enredo, desde 2004. No canal do YouTube do portal (@sambariosite), entrevistamos mais de uma centena de personalidades do samba e do carnaval nos tempos da pandemia. Entrei no time do Torcedores.com em maio de 2022 e escrevo para o site NasPistas.com desde maio de 2023.
Internacional x Botafogo - Brasileirão Série A 2023

Vítor Silva/Botafogo

PUBLICIDADE

O Internacional venceu o Botafogo por 3 a 1 na despedida das duas equipes na temporada, nesta quarta (06), pela última rodada do Brasileirão Série A. Enner Valencia, Alan Patrick e Pedro Henrique fizeram os gols colorados no Beira-Rio, enquanto Janderson descontou para o Fogão.

O Colorado chegou à sua quarta vitória seguida, encerrando o Campeonato Brasileiro na nona colocação com 55 pontos. A equipe gaúcha já estava garantida na próxima edição da Copa Sul-Americana.

Já o Botafogo encerrou de maneira melancólica sua participação na competição em que liderou por 31 rodadas. Com a 11ª partida consecutiva sem vitória no Brasileirão Série A, o Fogão encerrou apenas em quinto lugar somando 64 pontos. O Glorioso terá que disputar a fase preliminar da Libertadores no ano que vem.

PUBLICIDADE

As duas equipes surpreenderam nas escalações. Enquanto Coudet colocou Gabriel Barros, Tiago Nunes optou por barrar Tiquinho Soares, que ficou no banco. A primeira chance clara de gol quase proporcionou a lei do ex. Em cabeçada do ex-colorado Victor Cuesta, o uruguaio Rochet defendeu com o pé, evitando o gol do Botafogo.

Internacional abriu o placar e teve gol mal anulado

Mas o Internacional é quem inauguraria o placar aos 18 minutos. Em jogada de Maurício pela direita, Enner Valencia venceu a marcação de Philipe Sampaio na grande área e tocou no canto esquerdo de Lucas Perri. Colorado 1 a 0.

Alan Patrick teria um gol invalidado por impedimento minutos depois. Os jogadores colorados reclamaram que Victor Cuesta tocou na bola por último na jogada de ataque, o que tiraria a posição irregular do camisa 10.

PUBLICIDADE

Na sequência, Enner Valencia deixaria o campo machucado. O Botafogo reclamou de um pênalti não-marcado, alegando que Bustos colocou a mão na bola dentro da área. O Glorioso teria outra chance numa furada de Rochet que tentou sair jogando fora da área, mas Mercado afastou. Antes do intervalo, Gabriel Barros ainda perderia uma boa chance de ampliar para o Internacional.

Três gols em sete minutos

A volta para o segundo tempo foi movimentada. O Botafogo empataria no primeiro minuto. Marlon Freitas cruzou para Janderson subir mais que todo mundo e cabecear no canto direito de Rochet. Botafogo 1 a 1.

PUBLICIDADE

Mas o Internacional voltaria a ficar na frente com Alan Patrick aos quatro minutos. Em jogada de Gabriel Barros, o camisa 10 dominou com qualidade e mandou para o fundo do gol. Dessa vez valeu. Internacional 2 a 1.

O relógio marcava apenas sete minutos da etapa final, quando o Colorado ampliou com Pedro Henrique. O camisa 28, que substituiu Enner Valencia no primeiro tempo, arrancou com liberdade pela direita. Desmarcado, bateu cruzado no canto direito de Lucas Perri. Internacional 3 a 1.

PUBLICIDADE

Tiago Nunes colocou o antigo trio titular do ataque do Botafogo em campo, através de Tiquinho Soares, Júnior Santos e Victor Sá. Já Coudet lançou Johnny para se despedir do Internacional, pois o volante norte-americano já está negociado com o Real Betis, da Espanha.

Logo após o começo eletrizante do segundo tempo, poucas ações aconteceram e o placar de 3 a 1 a favor do Internacional se manteve até o final. Quanto ao Botafogo, foi encerrado um martírio com a campanha decepcionante no returno que o afastou de um título considerado garantido.