Home Futebol Carille diz que desgaste de atletas influenciou em empate do Santos

Carille diz que desgaste de atletas influenciou em empate do Santos

Treinador do Peixe cita problemas com jogadores para falar de resultado de 2 a 2 fora de casa pelo Paulistão

Victor Martins
De Santo André-SP, formado em Jornalismo pela Unversidade Metodista de São Paulo (classe de 2010-13), trabalhando no Torcedores desde janeiro de 2016 (ou algo neste sentido). Iniciado na profissão desde meados de 2006, ao fazer a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha para o site Abolanet. cobrindo jogos e os destaques de algumas seleções durante o evento, e posteriormente trabalhando neste até cerca de 2007. Entre os anos de 2008 e 2015, trabalhei para uma agência de notícias que produziu conteúdo para diversas páginas. Destas, principalmente a da Federação Paulista de Futebol, fazendo serviços de placar ao vivo das mais diversas competições (nacionais e internacionais) e serviços de pós-jogo focados nos clubes de São Paulo Desde 2016 venho trabalhando no Torcedores, onde venho desempenhando uma série de funções dentro do site, como setorista de clubes do futebol brasileiro e de outros esportes (MMA), além de trabalhar em várias partes do organograma da página. Atualmente, exerço trabalho na cobertura de futebol nacional e internacional, com a criação de matérias sobre clubes e jogadores, além de produção de guias de TV (onde assistir aos jogos) das partidas dos mais variados torneios no Brasil e no mundo
Fábio Carille

Fábio Carille durante Mirassol x Santos (Crédito: Raul Baretta/ Santos FC)

PUBLICIDADE

O Santos vencia o Mirassol até os minutos finais do jogo deste domingo (11) pelo Paulistão, mas acabou levando o empate, em jogo que terminou 2 a 2 no José Maria de Campos Maia. Um resultado que, para Fábio Carille, foi influenciado pelo desgaste de seus atletas.

Para Carille, o Peixe ‘não merecia’ ter vencido o jogo diante do Leão da Alta Araraquarense devido ao fato dos jogadores não estarem na situação física desejada, o que teria gerado lances em que os atletas não tiveram a concentração necessária, em especial nos gols marcados pelo time da casa. As situações de João Schmidt e Otero foram usadas como exemplo pelo técnico para justificar tal ponto de vista.

“Não foi feita avaliação alguma. O João (Schmidt) chegou com 4kg a menos e não passou bem depois do jogo contra o Corinthians. Tivemos cuidado para não deixarmos ele muito tempo em campo e ficar propício a lesões. O Otero estava reclamando de uma dor atrás do joelho. Estamos com medo de que isso aumente e, por isso, a gente procurou segurar esses jogadores”, declarou Carille.

PUBLICIDADE

“Sobre os gols tomados, eu não vi pelo vídeo e aqui a gente não tem uma visão muito legal para ter uma ideia do que aconteceu. A verdade é apenas uma só. A gente não mereceu vencer este jogo e falei sobre isso aos jogadores. Não sei se isso vem da intensidade dos jogos e uma hora poderia pesar. Achei o time desconcentrado, rodando a bola com lentidão e facilitando o jogo do Mirassol”, completou o comandante santista.

O empate não tira o Santos da liderança do Grupo A do Paulistão, do qual é líder com 16 pontos e também do posto da melhor campanha do campeonato. No entanto, por conta do desgaste dos atletas citado por Carille, o Peixe poderá vir com uma formação diferente para o clássico desta semana diante do São Paulo.

“Faz muito tempo que não consigo dar um treino de verdade, essa é a verdade. A gente começa o campeonato com dois jogos por semana, um grupo novo e que está dando uma resposta muito boa, mesmo sem ter treinamento. A preparação para este jogo não foi legal, tivemos problemas por causa do atraso do voo e não fomos a campo. Depois, eu queria fazer um tático, mas com muitos torcedores, acabei que não fiz. A preparação não foi legal e trago de aprendizado”, comentou.