Home Futebol Legea, Puma e Adidas: Palmeiras tem disputa por nova fornecedora de material esportivo

Legea, Puma e Adidas: Palmeiras tem disputa por nova fornecedora de material esportivo

Marca italiana entra no ‘jogo’ para ‘vestir’ o Verdão em 2025; já forneceu material esportivo para times como Palermo e Napoli   

Márcio Padula
Jornalista e publicitário. Redator e editor de conteúdos para sites, revistas, jornais, blogs, informativos. Trabalho com mídia impressa, publicidade e assessoria de comunicação há mais de 25 anos. Experiência em jornais, revistas, blogs, atuando na elaboração, redação e editoração de textos, matérias, colunas. Responsável, por 10 anos, por uma editora de revistas customizadas. Mais de cinco anos de experiência em publicidade e desde 2021 editor de conteúdo na empresa Navve (torcedores.com).
Palmeiras

Jogadores do Palmeiras com camisa Puma - Alexandre Schneider/Getty Images

O Palmeiras tem o seu contrato com a Puma entrando no último ano, e a Legea, marca italiana, é uma das interessadas em vestir o Verdão a partir da próxima temporada. As alemãs Puma, atual fornecedora, e a Adidas, também estão na disputa.

PUBLICIDADE

Com isso, no último ano do atual contrato da parceria com a Puma, o Palmeiras agora analisa as ofertas de fornecedoras de materiais esportivos para as próximas temporadas.

Assim, em uma apuração do portal ‘Nosso Palestra’, a Legea, empresa com sede na Itália, fez uma oferta ao Verdão para vestir o clube a partir de 2025.

PUBLICIDADE

Palmeiras pode fechar com marca italiana que já vestiu o Napoli

Sobre a Legea, a empresa foi fundada em 1993, e já forneceu materiais para equipes como Livorno, Palermo, Napoli, além dos uniformes para a arbitragem italiana.

Agora, a Legea quer expandir a marca em outros continentes, e viu no Palmeiras a grande oportunidade para essa expansão na América do Sul. Lembrando que a empresa ainda não tem operação no Brasil para distribuição.

Como já noticiado muitas vezes, além da Legea, a Adidas e a Puma também realizaram ofertas. A primeira mantém conversas com o Verdão para voltar, pois deixou o clube em 2018.

Nesse sentido, ainda com informações do Nosso Palestra, o Palmeiras tem até a segunda quinzena de abril para definir qual será a marca esportiva para as próximas temporadas, pois aí entram questões burocráticas, planejamento da coleção e ativações de anúncio e distribuição das peças.

PUBLICIDADE