Home Futebol Palmeiras define reforço e não deve atender pedido de Abel Ferreira, diz PVC

Palmeiras define reforço e não deve atender pedido de Abel Ferreira, diz PVC

Possível chegada de um meia-atacante, no momento, está fora dos planos do time alviverde

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Abel Ferreira busca vitória em Palmeiras x Corinthians.

Abel Ferreira, em jogo do Palmeiras no Paulistão (Cesar Greco/Palmeiras)

PUBLICIDADE

Após o empate do Palmeiras contra o Santo André, Abel Ferreira indicou uma carência no plantel. Na avaliação do técnico, a posição de camisa 10 possui apenas Raphael Veiga como um jogador pronto. Diante disso, o português aprovaria o cenário de escalar um substituto à altura nos momentos de ausência do titular na posição.

“Para a posição de 10 temos um jogador super pronto, que é o Veiga, e temos que perceber que por muito que eu queira colocar o Luis (Guilherme), temos que dar tempo, o próprio Jhonatan (Jhon Jhon). É uma posição que nós gostávamos de ter outra opção para 10.”, disse o técnico, em coletiva.

Apesar da sinalização, a diretoria do Palmeiras não planeja atender o pedido de Abel em um futuro próximo. De acordo com PVC, o plano da gestão de Leila Pereira é contratar apenas o jogador responsável por suprir a saída de Endrick, vendido ao Real Madrid.

PUBLICIDADE

“Um centroavante vem. Não sei se vem antes de 2 de abril, estreia na Libertadores, ou se vem na saída do Endrick. A informação que eu tenho é que, agora, vem só um centroavante.”

“O Palmeiras está fazendo um processo de remontagem do elenco com jogadores que podem atuar em funções (diferentes), como o Rômulo que pode ser o reserva do Veiga. O Lázaro pode ser reserva do Veiga e pode jogar pelo lado do campo. Falta um centroavante.”, contou PVC, no programa De Primeira, do UOL Esporte.

Abel vem fazendo testes no Palmeiras

Trazendo dados sobre o plantel do Palmeiras, PVC apontou que Abel está utilizando o Paulistão como laboratório. Como os testes nem sempre ocorrem da forma esperada, o empate por 1 a 1 diante do Santo André foi citado pelo jornalista.

“O Abel está fazendo do Estadual um laboratório. O Palmeiras é o time dos quatro grandes que mais utilizou jogadores: 26. O São Paulo também usou 26. No caso do Palmeiras, 18 dos 26 jogadores jogaram em mais de uma função.”

PUBLICIDADE

“Ele tá fazendo experiência, e se paga o preço da experiência. Não era para empatar com o Santo André.”, pontuou.