Home Futebol Corinthians vai pagar fortuna à Caixa Federal pela Neo Química Arena em 2024

Corinthians vai pagar fortuna à Caixa Federal pela Neo Química Arena em 2024

Timão busca acordo para conseguir quitar dívida pelo estádio que limita finanças do clube

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Trabalho como redatora desde 2018, fazendo cobertura de mídia esportiva, futebol, tênis e esportes americanos. Sou colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Neo Química Arena, estádio do Corinthians

Neo Química Arena, estádio do Corinthians (Alexandre Kocinas/Agência Corinthians)

Corinthians vive algumas temporadas complicadas no quesito financeiro. Desde o final da gestão de Duílio Monteiro Alves, o clube procura um acordo com a Caixa Econômica Federal para negociar o financiamento da Neo Química Arena. O Portal Meu Timão, apontou um plano da diretoria para conseguir reduzir os juros do estádio.

PUBLICIDADE

Corinthians prepara estratégia para quitar Neo Química Arena

Segundo o Portal Meu Timão, o Alvinegro definiu que irá pagar R$ 78,4 milhões á Caixa Econômica Federal ao longo do ano 2024. O pagamento busca quitar parte dos juros referentes ao financiamento da Neo Química Arena em quatro parcelas.

O meio de comunicação destaca que, o Corinthians irá fazer um pagamento em março de R$ 21,5 milhões, em junho uma parcela de R$ 20,2 milhões e em setembro um valor de R$ 18,5 milhões. Finalmente, o Timão prevê o pagamento de uma última transferência em dezembro de R$ 18,2 milhões, totalizando R$ 78,4 milhões.

PUBLICIDADE

Além disso, a reunião com a Caixa Econômica Federal contou com a proposta do Corinthians de quitar aproximadamente R$ 200 milhões entre os anos 2023 e 2024. Esse valor seria referente aos juros do período em que o clube não pagou o financiamento por disputa de quase cinco anos. Logo, após pagar esse montante, ainda terá que arcar com R$ 21,6 milhões de juros restantes.

Durante o último ano de gestão de Duílio Monteiro Alves, o Corinthians pagou R$ 100 milhões em quatro parcelas de R$ 25 milhões. Cabe mencionar que, os montantes negociados e pagos pela administração anterior não são referentes aos R$ 611 milhões que o Timão deve ao banco estatal para quitar o imóvel, apenas dos juros que não foram transferidos. No acordo atual, o restante das parcelas passará a ser quitado a partir de 2025, indo até 2041.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial