Home Futebol Após eliminação, Eduardo Coudet ressalta insuficiência: “podemos dar mais em relação a futebol”

Após eliminação, Eduardo Coudet ressalta insuficiência: “podemos dar mais em relação a futebol”

Treinador do Internacional falou em coletiva de imprensa após a eliminação para o Juventude

Cassiano Cardoso
Escrevo sobre Internacional por aqui, sou administrador do De Frente Pro Gigante e social media no Beira News, no Instagram. Acompanha lá!
Coudet, técnico do Internacional

Coudet, técnico do Internacional - (Ricardo Duarte / Internacional(

Após longa conversa entre comissão técnica e jogadores no vestiário colorado, Eduardo Coudet concedeu entrevista coletiva após mais uma trágica eliminação do Internacional. O alvirrubro empatou por 1 a 1 no tempo normal e depois perdeu nas penalidades para o Juventude diante de mais de 40 mil torcedores.

PUBLICIDADE

O treinador buscou falar sobre os desfalques do Colorado para a partida, citando também jogadores que não estavam inscritos no Campeonato Gaúcho. “Temos um elenco muito grande em quantidade e qualidade. Muitos não puderam jogar hoje. Enner descontado, Alario machucado, não tivemos Borré”, falou, ressaltando a força do grupo montado para a temporada.

Para Chacho, o técnico adversário, Roger Machado, teve méritos por anular a progressão do Inter. “TIvemos um primeiro tempo acelerado. Nosso adversário tem méritos e encaixou bem para não deixar progredirmos o jogo”, afirmou o comandante do Internacional. De acordo com sua avaliação da partida, o Juventude brecou o jogo e dificultou para os colorados. “Evitar jogadas é mais fácil que construir. Tínhamos encontrado a forma, mas aí teve a expulsão e buscamos equilibrar”, explicou Eduardo Coudet.

PUBLICIDADE

Coudet avaliou as duas etapas do jogo

“Poderíamos ter encontrado um desempenho de jogo melhor. Não foi uma grande partida, especialmente no 1º tempo, muito acelerado e direto”, dissertou sobre a primeira etapa. A respeito do segundo tempo, o treinador gostou dos primeiros 30 minutos. “Estávamos bem, dominando, criando, praticamente jogando todo o tempo no campo do rival”, apontou. 

Entretanto, se colocou à disposição para receber as críticas necessárias para o andamento da temporada. “Não venho mentir a vocês. Podemos dar mais em relação ao futebol. Foi um jogo muito picotado, nunca teve dinâmica nem conseguimos impor ritmo”, disse. “Podemos jogar diferente? Concordo. Podemos dar mais volume de futebol a este time, ter mais finalizações, melhor posse”, completou.

Para Coudet, em um clube do tamanho do Inter “tem que ganhar. Estamos em um clube grande e queremos o protagonismo o tempo todo. Fizemos um grande grupo, mas não foi possível usar algumas das características que temos”, finalizou.