Home Futebol Fábio Luciano cita trunfos na Libertadores e indica “time a ser batido” em campo

Fábio Luciano cita trunfos na Libertadores e indica “time a ser batido” em campo

Comentarista mencionou que força do elenco pode decidir o título do torneio continental

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Fábio Luciano, ex-jogador

Fábio Luciano, comentarista da ESPN (Reprodução)

Reagindo ao sorteio da fase de grupos da Libertadores, Fábio Luciano cogitou a capacidade do Flamengo em “dominar” a competição. Favorito no Grupo E, o Rubro-Negro, na visão do ex-jogador, tem o status de “time a ser batido” em campo, já que possui uma superioridade em relação aos adversários.

PUBLICIDADE

“O Flamengo é o time a ser batido pelo elenco que tem. Parte do planejamento do Flamengo é a conquista da Libertadores. O presidente do Flamengo falou sobre uma boa campanha, o que o primeiro lugar geral pode proporcionar ao Flamengo.”, disse, no programa Sportscenter, da ESPN.

Na sequência, Fábio Luciano mencionou dois trunfos do Flamengo na busca pelo tetra da Libertadores. Além da força do elenco, o comentarista fez questão de destacar a presença de Tite, já que o técnico detém uma grande experiência no torneio.

PUBLICIDADE

“É difícil cravar, mas olhando para o elenco, o Flamengo tem o elenco mais qualificado na Libertadores. O Tite é um dos nomes mais fortes, como treinador, que a gente tem na Libertadores. Se o Flamengo se dedicar e levar a sério, tem grandes chances de assumir essa primeira colocação geral.”, afirmou.

Pedra no sapato do Flamengo?

Dos adversários da primeira fase, a tendência é que o Bolívar seja o oponente mais difícil para o Flamengo. Como o clube é controlado pelo Grupo City, Fábio Luciano alertou que, fora da altitude, a equipe faz bons jogos e deve incomodar no Maracanã.

“Jogar contra o Flamengo, no Maracanã, se você tem a coragem necessária, é bacana. Se você se intimidar, pelo elenco que o Flamengo tem, é um confronto muito complicado. O Bolívar é Grupo City, já passou da fase de ser um time que só joga na altitude. Fora de casa fez bons confrontos. Eu vejo o Flamengo passando com uma certa sobra, mas o Bolívar tem que ser respeitado dentro do grupo.”, alertou.