Home Futebol Milton Neves diz que seleções europeias “não dão a mínima” para o Brasil: “Dura realidade”

Milton Neves diz que seleções europeias “não dão a mínima” para o Brasil: “Dura realidade”

Apresentador disse que enfrentar a seleção brasileira atualmente é como jogar contra “Torino, Peñarol ou Independiente”

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Dorival Júnior, seleção brasileira

Dorival Júnior e Ednaldo Rodrigues na CBF (Lucas Figueiredo/Getty Images)

O apresentador Milton Neves, em sua coluna no UOL Esporte, chamou a atenção para o momento da seleção brasileira, que enfrenta Inglaterra e Espanha em amistosos em Wembley e no Santiago Bernabéu, respectivamente, em 23 e 26 de março.

PUBLICIDADE

Para Milton Neves, a equipe brasileira é um “time comum” desde 2006, quando o elenco que foi para a Copa do Mundo da Alemanha decepcionou.

“Desde 2006, quando o Brasil foi à Copa da Alemanha com uma equipe recheada de craques (decepcionaram, é verdade. Mas eram todos craques), a seleção pentacampeã do mundo virou um time comum”, cravou Milton Neves.

PUBLICIDADE

“Por muitos anos com um único jogador fora de série. Mas, de resto, repleta de “soldados rasos”.

Milton Neves diz que rivais não “dão um mínimo”

Para Milton Neves, as rivais do Brasil nos amistosos da atual Data FIFA, não “dão um mínimo” para enfrentarem ou não a seleção.

Segundo o apresentador, o Brasil hoje pode ser comparado a clubes que já foram gigantes, mas que atualmente estão adormecidos, como Torino, da Itália, Peñarol, do Uruguai, e Independiente, da Argentina.

“Vocês podem ter certeza de que Inglaterra e Espanha não estão dando a mínima pelota para seus duelos contra o Brasil. Claro que, para eles, é importante enfrentar uma seleção sul-americana tradicional”, apontou Milton Neves.

PUBLICIDADE

“Mas, hoje, jogar contra o Brasil é como duelar contra um Torino, um Peñarol ou um Independiente da vida. Times que já foram os maiores, mas que hoje vivem apenas das glórias do passado. É triste, eu sei. Mas é a nossa dura realidade.”

Brasil x Inglaterra jogam no sábado (23), no Wembley, às 16h, enquanto Brasil x Espanha se enfrentam também em amistoso na terça-feira (26), às 17h, no Santiago Bernabéu.