Home Futebol PVC detona Gabigol, do Flamengo, por suspensão: “Falta de respeito”

PVC detona Gabigol, do Flamengo, por suspensão: “Falta de respeito”

Comentarista disse que o jogador do Flamengo não teve “profissionalismo” no caso que o suspendeu do futebol até 2025

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Gabigol, Flamengo

Gabigol em ação pelo Flamengo (Gilvan de Souza / Flamengo)

Fora do futebol por suspensão até abril de 2025 por tentar fraudar um exame antidoping, Gabigol foi criticado por Paulo Vinícius Coelho, o PVC, que em sua coluna do UOL Esporte disse que o jogador não teve “respeito e profissionalismo” pelos profissionais que foram realizar as coletas.

PUBLICIDADE

Para PVC, Gabigol abriu um novo precedente com a atitude, além de deixar claro que os tempos mudaram, especialmente na questão do doping.

Ainda conforme o comentarista, tanto Flamengo, quanto Gabigol, podem ter “razão para ruptura”, já que o vínculo entre as partes termina em dezembro de 2024 e o atleta pode não entrar mais em campo.

PUBLICIDADE

“A três meses de ficar livre para um pré-contrato, tanto Gabriel quanto o Flamengo terão de lidar com absoluta tranquilidade. Os dois lados podem ter razão para rupturas”, disse PVC, que seguiu:

“O Flamengo pela falta de profissionalismo de Gabigol, cuja falta de respeito pelo trabalho dos profissionais anti-doping causará desfalque para o clube. Gabriel, se o clube cogitar a suspensão do contrato. Com o perdão do trocadilho, a decisão seria legal, mas não é legal… Legalmente correta, nada generosa.”

Para PVC, jogador criou problema para si e para o Flamengo

PVC ainda lembrou que os exames antidoping servem também para a “proteção dos craques”, como no caso de Gabigol. Ele ainda questionou e mostrou não entender o motivo para o jogador ter se recusado a passar pelo teste na hora solicitada, além de não ter feito o que foi pedido pelo agente que realizou o exame surpresa no Flamengo.

“Os exames anti-doping protegem o craque, ou seja, servem para garantir que Gabigol jogará contra rivais limpos, sem nenhum aditivo. Gabriel aborreceu-se sabe lá por que razão e criou um problema para si próprio e para o Flamengo”, deixou claro PVC.

PUBLICIDADE