Home Futebol Silas aponta craque gringo diferenciado no Brasileirão: “Tem uma vantagem”

Silas aponta craque gringo diferenciado no Brasileirão: “Tem uma vantagem”

Comentarista rasgou elogios para o futebol apresentado por De La Cruz no Flamengo

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Silas exaltou De La Cruz, do Flamengo.

Silas, comentarista da ESPN (Reprodução)

Contratado após o pagamento de 16 milhões de dólares (R$ 78 milhões), De La Cruz logo ocupou o status de titular absoluto no Flamengo. Apesar da mudança na carreira, o atleta de 26 anos não vem encarando problemas na adaptação ao futebol brasileiro, tendo em vista o entrosamento com Arrascaeta na seleção uruguaia.

PUBLICIDADE

Além de atuar na função de “maestro”, De La Cruz costuma se movimentar para ajudar na marcação. Diante disso, Silas considera que o camisa 18, pelo esforço visto em campo, é um jogador diferente devido o comprometimento tático seguido à risca.

“O Palmeiras e o Atlético-MG têm (meias de ponta). Os dois são canhotos, tanto o Scarpa, que voltou (ao Brasil) para o Atlético-MG, como o Veiga, que está brilhando. Gostei muito desse menino do Red Bull (Lincoln), parece o Camavinga, fez uma jogada brilhante contra o Botafogo, só faltou o gol.”, disse Silas, no programa ESPN FC.

PUBLICIDADE

“O De La Cruz tem uma vantagem grande porque não é só craque com a bola no pé, ele também trabalha muito. Não sei se é por ser uruguaio ou pelas funções que ele jogava fora do Flamengo.”, completou.

Na sequência, Silas mencionou que De La Cruz, dentro das suas características, pode prestar um suporte defensivo semelhante ao de João Gomes. Neste cenário, a presença do meia deve se tornar indispensável para o equilíbrio do Flamengo.

“Ele vai cobrir uma lacuna, não da mesma maneira que o João Gomes, mas ele ajuda muito o volante (de marcação). Para uma equipe como o Flamengo se faz necessário porque tem muito craque para botar a bola pra dentro, mas se o pessoal não se unir para defender, quando toma gol fica difícil para reverter.”, avisou.

Disputa pela titularidade no Flamengo

Fora de combate, Gerson pode ser movido para outro setor para que De La Cruz siga como segundo volante. Sem cravar o titular ao lado de Pulgar e Arrascaeta no meio-campo, Silas acredita que Tite vai tomar a decisão mais justa. Enquanto isso, Osvaldo Pascoal sugeriu uma alteração no papel do uruguaio em campo.

PUBLICIDADE

“O De La Cruz vem do River Plate, está na seleção do Uruguai, e trabalha muito. Quem tiver a laranja mais madura para vender vai ficar em campo. Em um time de estrelas, é rendimento e a justiça do treinador.”, afirmou Silas.

“É o De La Cruz, e o Gerson de segundo volante.”, completou Pascoal.