Home Futebol Denílson vê brecha para possível temporada histórica no Brasil: “Dá para lutar”

Denílson vê brecha para possível temporada histórica no Brasil: “Dá para lutar”

Comentarista apontou que o Flamengo não deve priorizar apenas uma competição ao longo dos próximos meses

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Tite e Abel Ferreira.

Tite e Abel Ferreira, em Flamengo x Palmeiras (Wagner Meier/Getty Images)

Virtual campeão carioca, o Flamengo mira iniciar a busca pelo tetra da Libertadores com vitória. Mesmo que o torneio continental tenha uma grande importância, Denílson não acredita na possibilidade do clube não priorizar o Brasileirão e a Copa do Brasil. Neste cenário, o ex-jogador acredita na hipótese do Rubro-Negro ser o “papa-títulos” da temporada.

PUBLICIDADE

“Tem muita coisa para o Flamengo. Tem Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores. Será que tem algum objetivo principal na cabeça do Tite?”, questionou Renata Fan, no Jogo Aberto.

“Com o elenco que tem, é um dos poucos clubes que não dá para priorizar uma competição. A Libertadores é um campeonato muito interessante, que vem chamando a atenção dos times brasileiros nos últimos anos, mas o Flamengo tem um elenco de qualidade e dá para lutar por todas as competições.”, respondeu Denílson.

PUBLICIDADE

Em relação ao desempenho na final do Carioca, Denílson valorizou a postura do Flamengo. Sem subestimar o Nova Iguaçu, a equipe de Tite teve competência para construir um placar sólido que assegurou foco total contra o Millonarios.

“Um elogia ao Flamengo que é o comprometimento e seriedade dos jogadores enfrentarem um time de menor expressão, mas com muito respeito.”, afirmou.

Denílson valoriza atual momento de Pedro

Titular absoluto no Flamengo, Pedro vem fazendo jus ao status em campo. Analisando o desempenho do camisa 9, Denílson ressaltou a qualidade do setor criativo do Flamengo, mas também fez questão de citar a qualidade do centroavante em converter as chances criadas.

“Não tenha dúvida que o sistema que o Tite utiliza com De La Cruz, Arrascaeta, Cebolinha, Luiz Araújo, Ayrton Lucas que toda hora dá opção de linha de fundo… é muito volume de jogo pelos lados de campo e muita criação no meio-campo. Isso facilita um jogador que tem talento, que é o Pedro.”

PUBLICIDADE

“Ele recebe bola de linha de fundo, de frente… as oportunidades estão surgindo e ele não deixa passar uma ou duas oportunidades. Pelo menos uma ele guarda.”, avaliou.