Home Esportes Olímpicos Faltam 100 dias para os Jogos Olímpicos de Paris e Brasil só tem três favoritas ao ouro

Faltam 100 dias para os Jogos Olímpicos de Paris e Brasil só tem três favoritas ao ouro

Esporte brasileiro tentará superar, nas Olimpíadas na capital francesa, o recorde de medalhas batido em Tóquio

Marco Maciel
Marco Maciel é jornalista que atua cobrindo futebol brasileiro, com ênfase para o futebol gaúcho com Internacional e Grêmio e para a mídia esportiva. Graduado em jornalismo pela pela PUC-RS, em 2007, está no Torcedores.com desde 2022; passou pela redação e assessoria de imprensa da ALAP (Associação Latino-Americana de Publicidade); edita o site SAMBARIO, voltado para sambas-enredo, desde 2004; e passou a escrever para o site NasPistas.com a partir de 2023.
Rebeca Andrade, campeã olímpica e mundial de ginástica artística

Rebeca Andrade, campeã olímpica e mundial de ginástica artística (Ricardo Bufolin/CBG)

Na contagem regressiva para os Jogos Olímpicos de Paris, a espera durará mais 100 dias nesta quarta-feira (17). O grande evento esportivo da temporada terá início em 26 de julho, sendo concluído no dia 11 de agosto.

PUBLICIDADE

A expectativa dos torcedores brasileiros é que o recorde de medalhas obtido em Tóquio em 2021 seja quebrado na França. Na edição mais recente das Olimpíadas no Japão, foram sete ouros conquistados, seis pratas e oito bronzes, totalizando 21 pódios.

Entretanto, o favoritismo brasileiro ocorre em apenas três modalidades, todas femininas. De acordo com Demétrio Vecchioli em sua coluna no UOL, o Brasil tem boas chances de subir no degrau mais alto do pódio com a ginasta Rebeca Andrade, a pugilista Beatriz Ferreira e a dupla de vôlei de praia Ana Patrícia e Duda.

PUBLICIDADE

Mas o jornalista ressalta que o trio terá adversárias fortes em Paris, projetando a norte-americana Simone Biles como a principal rival de Rebeca Andrade no salto e também em outros aparelhos nos Jogos Olímpicos.

Medalhista de prata em Tóquio, Beatriz Ferreira terá, como principal oponente na categoria até 60 kg, a irlandesa Kellie Harrington, responsável pela derrota da brasileira na final olímpica no Japão. “A favor da brasileira, o fato de ter lutado dois Mundiais, enquanto a europeia ficou fora deles”, observou Vecchioli.

A dupla Duda e Ana Patrícia é considerada atualmente a melhor do mundo no vôlei de praia, mas ficou com a medalha de prata no último Mundial da modalidade. Embora também tenha sido favorita em Tóquio, Duda, que na época formava dupla com Ágatha, não chegou ao pódio junto com a parceira.

Mais projeções de atletas brasileiros que estarão nos Jogos Olímpicos de Paris

O colunista ligou o alerta para Rayssa Leal, já que a Fadinha ficou apenas na oitava colocação no Mundial de skate nesta temporada. Vecchioli também acredita que a judoca Mayra Aguiar e a atual campeã olímpica da maratona aquática Ana Marcela Cunha não vivam seus melhores momentos.

Além disso, reforçou que as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze atravessam péssima fase na vela. “No Princesa Sofia, prévia dos Jogos Olímpicos, tiveram o pior resultado da carreira — de longe. Terminaram em 25º, sendo que nunca na vida haviam ficado fora das 12 primeiras de qualquer competição”, informou.

Entre os homens, Demetrio Vecchioli aponta boas perspectivas para o surfista Gabriel Medina e o velocista Alison dos Santos, o Piu, nos 400 metros com barreiras. Mas lamentou o afastamento do campeão olímpico Isaquias Queiroz dos treinamentos da canoagem, embora esteja classificado para Paris.

Por fim, o jornalista apontou uma inconstância de Marcus Vinicius D’Almeida, líder do ranking mundial do tiro com arco. O atleta ficou em terceiro lugar no Mundial e não integrou o pódio individual do Campeonato Pan-Americano disputado em Maricá recentemente.

PUBLICIDADE

A expectativa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) é que até 330 atletas integrem a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Paris. Atualmente, o país tem cerca de 190 confirmados na França.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial