Home Futebol Mauro Cezar vê risco para clube brasileiro na Libertadores: “Não é um time seguro”

Mauro Cezar vê risco para clube brasileiro na Libertadores: “Não é um time seguro”

Jornalista alertou que possível tropeço na estreia pode influenciar em eliminação precoce

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Conmebol Libertadores.

Troféu da Libertadores (Ricardo Moreira - Getty Images)

Sem levar nenhum dos titulares para encarar o The Strongest, Renato Gaúcho decidiu priorizar a final do Campeonato Gaúcho. Neste contexto, Mauro Cezar Pereira acredita que o Grêmio está correndo um sério risco no início da Libertadores, já que o Grupo C do torneio promete reservar uma disputa ferrenha pelas duas vagas nas oitavas de final.

PUBLICIDADE

Recordando que o Palmeiras teve uma postura semelhante em 2023, Mauro Cezar não vê o Grêmio no mesmo patamar do Verdão. Isso porque o Tricolor, na visão do jornalista, ainda é um time que precisa mostrar que é confiável em campo.

“O grupo do Grêmio é um grupo com três times para duas vagas. Acho uma cartada bem perigosa (…) Não significa que os titulares garantissem uma vitória ou empate em La Paz. Mas, em tese, o time reserva tem chances menores. Ano passado, o Palmeiras fez isso, mas era um time mais consistente e confiável. Era muito mais provável uma reação palmeirense, mesmo perdendo em casa na estreia contra o Bolívar.”, disse Mauro Cezar, em live do UOL Esporte.

PUBLICIDADE

“O Palmeiras era um time seguro que o Grêmio não é. O Grêmio, hoje, não é (seguro). É uma cartada bem perigosa. Se o Grêmio não se classificar, esse jogo vai ser lembrado. Mas o Renato tem muita moral, ele decide e todo mundo diz ‘amém’. Mas o risco é real. Esse time é adversário direto.”, completou.

Ausência de Suárez no Grêmio

Destaque do Grêmio na temporada passada, Suárez não seguiu no elenco para 2024. Apesar do início animador de Diego Costa, Mauro Cezar lembrou que o uruguaio carregou a equipe “nas costas” enquanto esteve em campo, algo que pode fazer falta ao longo dos próximos meses.

“O Grêmio é vice-campeão brasileiro, mas o Suárez não joga mais no Grêmio. Com a quarta pior defesa do campeonato, acho que foi assim fechou, e sem os gols marcados em ações diretas e indiretas do uruguaio, o Grêmio despencaria lá pra baixo. Teve desempenho defensivo de time rebaixado. O Suárez foi o ponto de desequilíbrio daquela equipe.”

“Esse cara não joga mais pelo Grêmio, que vai precisar de algo mais. Tá num grupo com o Strongest, que se fizer nove pontos em casa vai brigar por vaga. Se começa perdendo, tem o Estudiantes também na chave. Acho um grupo difícil. Os grupos do Grêmio, São Paulo e Botafogo têm brasileiros e três times para duas vagas.”, avisou.

PUBLICIDADE