Home Futebol Neto indica cinco clubes do Brasileirão que “deitam” no Corinthians: “Arrecada R$ 1 bilhão”

Neto indica cinco clubes do Brasileirão que “deitam” no Corinthians: “Arrecada R$ 1 bilhão”

Ex-jogador demonstrou irritação com gestão que aumentou dívida do clube paulista

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Craque Neto.

Neto, ídolo do Corinthians e apresentador da Band (Reprodução)

Apesar do amplo potencial de disputar títulos, o Corinthians vive um jejum de conquistas desde 2019. Revoltado com a atual situação, Neto considera que a antiga gestão, comandada pelo grupo Renovação & Transparência, teve influência no aspecto negativo dentro e fora de campo. Isso porque o Timão possui uma arrecadação astronômica, mas não consegue acertar o lado financeiro.

PUBLICIDADE

“Olha o que fizeram para o Corinthians nos últimos 16 anos! Olha os jogadores que vocês contrataram. Olha a dívida que você, Andrés, deixou para o Corinthians, mais de R$ 600 milhões! Um clube que arrecada R$ 1 bilhão.”, disse, em desabafo na Rádio Craque Neto.

Na sequência, Neto sinalizou que o Corinthians está atrás, de fato, de cinco clubes do Brasileirão. Ainda que tenha projetado seis equipes, houve uma dúvida sobre a comparação envolvendo o Fluminense.

PUBLICIDADE

“O Bragantino é tão superior ao Corinthians? Vamos botar seis times que deitam no Corinthians hoje: Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Internacional e Grêmio. Não sei se o Fluminense… eu não acredito no time do Fluminense. Quem mais é melhor que o Corinthians? Quais os outros? Fortaleza, São Paulo, Red Bull Bragantino, Bahia, que perdeu pro Vitória.”, prosseguiu.

Neto prevê pontuação para o Corinthians evitar rebaixamento

Preocupado em relação ao futuro do Corinthians no Brasileirão, Neto enxerga que existe a necessidade do clube somar mais 42 pontos. Neste contexto, será crucial vencer os jogos em casa para assegurar permanência na Série A.

“O Campeonato Brasileiro é tão difícil que não dá para cravar muito, a não ser Palmeiras e Flamengo. Se o Corinthians não se situar em fazer pontos dentro de casa… o Corinthians tem que fazer mais 42 pontos.”, afirmou.