Home Mercado da Bola Nicola aponta recusa milionária do Palmeiras por cria da base

Nicola aponta recusa milionária do Palmeiras por cria da base

Luis Guilherme ganhou confiança dos torcedores e foi essencial em vitória de virada na Libertadores

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Luis Guilherme e Estêvão

Luis Guilherme e Estêvão comemorando gol na Libertadores (Foto: Cesar Greco/Palmeiras/by Canon)

O Palmeiras tem uma das categorias de base mais bem-sucedidas do futebol brasileiro. Entre as revelações recentes, Luis Guilherme vive grande momento na temporada 2024. Além de cair nas graças dos torcedores, o atacante teve noite de gala na quinta-feira (24), com o gol da virada contra o Independiente del Valle. Segundo Jorge Nicola, o jogador atrai olhares do futebol internacional.

PUBLICIDADE

Jorge Nicola aponta recusa de ofertas do Liverpool e do Mônaco

Durante vídeo publicado no seu canal de Youtube, o jornalista esportivo especializado em mercado da bola, apontou interesse de times europeus em Luis Guilherme. Assim como em outras negociações de atletas formados nas categorias de base, o Palmeiras só deve liberar o atleta em caso de pagamento de multa rescisória.

Jorge Nicola explicou a situação nos bastidores do Alviverde: “Já teve duas propostas recusadas pelo Palmeiras e as duas de times gigantes. O Mônaco da França e o Liverpool da Inglaterra sugeriram 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 110 milhões) ao Palmeiras para que o negócio fosse fechado. Nos dois casos, o Palmeiras entendeu que as propostas eram baixas”.

PUBLICIDADE

O jornalista esportivo aponta que, a ideia da diretoria do Verdão é vender Luis Guilherme por 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 277 milhões). A gestão sabe que, neste momento, não deve conseguir render esse valor, mas a partir do momento que o atacante for titular e tiver uma sequência de jogos importante, a proposta ideal deve chegar.

Finalmente, o especialista relembrou que o Palmeiras vendeu Endrick em um valor de 72 milhões de euros (aproximadamente R$ 400 milhões). O camisa 9 que deixará o clube em junho de 2024, quando atingir a maioridade é colega de longa data de Luis Guilherme.

Além disso, Nicola relembrou que Abel Ferreira já comentou em entrevistas sobre a necessidade de um substituto para Veiga, função feita pelo camisa 31 nas categorias de base. Nesta quarta-feira (24), contra o Independiente del Valle, o jogador atuou neste setor e rendeu o gol da virada na Libertadores.