Home Futebol Rizek revela atitude de John Textor com a CBF nos últimos dias: “Sinais”

Rizek revela atitude de John Textor com a CBF nos últimos dias: “Sinais”

Segundo o apresentador, há ainda uma dúvida em meio à atitude do dono da SAF do Botafogo junto à entidade máxima do futebol brasileiro

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
John Textor, Botafogo

John Textor é dono da SAF do Botafogo (Reprodução)

John Textor, dono da SAF do Botafogo, estaria tentando uma reaproximação com a CBF após a série de acusações contra o futebol brasileiro nos últimos dias. Após as denúncias de corrupção no esporte no país, Textor teria tomado a atitude de buscar o diálogo, segundo revelou o apresentador André Rizek durante o Seleção Sportv.

PUBLICIDADE

“Textor apagou a conta no Twitter e está mandando sinais por escrito e ligações para a CBF”, revelou Rizek sobre as atitudes do empresário. Sem a rede social, Textor disse que agora só vai se pronunciar agora por meio de seu site oficial.

“Por enquanto, privadamente. A ver se a CBF não vai querer que ele faça isso publicamente.”

PUBLICIDADE

Presidente da CBF pode até mesmo retirar processo

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, processou o dono da SAF do Botafogo por conta de afirmações feitas após a vitória do Palmeiras sobre o Botafogo no último Brasileirão Série A. Naquela ocasião, ele disse que a CBF era corrupta e prejudicava o futebol brasileiro.

Após o Botafogo perder o título brasileiro e após a fala direta, ele começou a levantar a suspeita de manipulação no futebol nacional. O interesse de John Textor agora, segundo André Rizek, seria “baixar a temperatura” junto à entidade, o que pode até levar Ednaldo a retirar o processo.

“Ele tem interesse em tentar baixar a temperatura com a CBF. Tem tido diálogos com a entidade que pode até levar o Ednaldo a retirar o processo criminal. Resta saber se a comunicação, até agora, privada com a CBF vai se tornar pública”, revelou Rizek, que concluiu:

“Porque, como ele fez ataques públicos, imagino que a CBF esteja esperando algo além de conversas privadas. Que ele também se pronuncie publicamente.”

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial