Home Futebol RMP detona treinador do Brasileirão Série A: “Acredita quem quiser”

RMP detona treinador do Brasileirão Série A: “Acredita quem quiser”

Jornalista critica declaração de Rogério Ceni, que reclamou das opções no elenco após derrota do Bahia

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Rogério Ceni no comando do Bahia. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Após o Bahia sofrer uma virada de 3 a 2 no clássico contra o Vitória, pelo campeonato estadual, neste domingo (31), Renato Maurício Prado, o RMP, criticou as declarações do treinador Rogério Ceni.

PUBLICIDADE

“No maravilhoso mundo de ilusão do Ceni, seu trabalho é fenomenal, o futebol do Bahia é maravilhoso e só perde porque há falta de peças de reposição. Acredita quem quiser”, disparou RMP.

Em entrevista coletiva depois da derrota, o ex-comandante de Flamengo e SPFC disse: “Você quer saber a verdade? Nós não temos as trocas necessárias para o modelo de jogo no meio-campo”, reclamou o treinador.

“Dentro do modelo de jogo que a gente construiu, muito bem treinado, futebol prazeroso de se ver, em determinado minuto, quando o cansaço bate, a gente sofre mais que o normal”, explicou.

O jogo de volta da final do Campeonato Baiano acontece no próximo domingo (7), dessa vez na casa do Bahia, às 16h (de Brasília).

“O torcedor fica chateado pela derrota. Não fica chateado pela virada. A derrota é o que mata o torcedor, a gente. Vamos tentar novamente, como foi na Copa do Nordeste. Não adianta achar culpados agora”, lamentou ele aos jornalistas.

PUBLICIDADE

A trajetória de Rogério Ceni como treinador

Depois de se aposentar do futebol como goleiro, Rogério Ceni começou uma nova jornada em sua vida e se tornou treinador do São Paulo em 2017. Durante esses anos como técnico, ele trabalhou no Fortaleza (2x), Cruzeiro, Flamengo, SPFC (2x) e Bahia.

São sete títulos conquistados até esse momento, sendo quatro com o Fortaleza e três no Flamengo: Brasileirão Série B (2018), Campeonato Cearense (2019 e 2020) e Copa do Nordeste (2019); Brasileirão Série A (2020, já no Rubro-Negro), Supercopa do Brasil (2021) e Campeonato Carioca (2021).