Home Futebol Sormani elege torneio “mais difícil de ganhar” entre Brasileirão Série A e Libertadores

Sormani elege torneio “mais difícil de ganhar” entre Brasileirão Série A e Libertadores

Jornalista embasou no tropeço do Grêmio diante do Huachipato para destacar que times alternativos podem definir qual das competições é mais complicada

Luciano Ferreira
Jornalista formado pelo Instituto de Ciências Sociais e Comunicação (ICSC) da Universidade Paulista e com especialização em Jornalismo Esportivo em curso pela Faculdade Cásper Líbero. Sou apaixonado por futebol e amo escrever. Desde 2018 escrevo para blogs e sites, além de produzir conteúdo sobre esportes em geral para o Torcedores.com, onde ingressei em 2020 e passei a ter uma maior regularidade nas publicações em 2022. Experiência com cobertura de futebol e basquete para a Wecel Mídia.
Taça da Libertadores

Taça da Libertadores antes da final de 2022. (Créditos: Hector Vivas/Getty Images)

Fábio Sormani se mostrou contrário ao fato dos times brasileiros pouparem jogadores importantes na Copa Libertadores, tendo que priorizar entre a competição da Conmebol e o Campeonato Brasileiro.

PUBLICIDADE

Com a segunda rodada da fase de grupos ainda em disputa e o Brasileirão Série A se aproximando da estreia, alguns técnicos optaram por preservar jogadores e não conquistaram os três pontos em nenhuma das partidas. Enquanto o Grêmio sofreu duas derrotas, a últimas delas para o Huachipato, o Palmeiras ficou no empate com o San Lorenzo.

Sormani compara Brasileirão Série A com Libertadores

Durante o programa Opinião Placar, no canal Placar TV, o comentarista esportivo ouviu de um de seus colegas de bancada que, se o Grêmio tivesse que escolher entre o duelo Huachipato pela Libertadores ou o do Vasco pela rodada de abertura do Brasileiro para poupar atletas, a opção seria diante dos chilenos.

PUBLICIDADE

Isso porque, teoricamente, o confronto do Tricolor Gaúcho diante do time de Talcahuano seria mais fácil do que o diante dos vascaínos.

Porém, Sormani se contrapôs e enfatizou que é uma grande mentira destacar que o Brasileirão Série A é mais “difícil de ganhar” do que a Copa Libertadores.

“Libertadores é difícil ganhar. Essa história de que o Campeonato Brasileiro é mais difícil que a Libertadores é uma grande mentira”, disse o jornalista, destacando sua opinião sobre o torneio com grau de dificuldade para vencer.

Facincani compartilha mesma ideologia

O companheiro de Sormani também descordou da ideia de dar descanso a atletas desgastados na fase de grupos da Libertadores para jogar os primeiros jogos do Brasileirão, mesmo sendo um clássico do futebol brasileiro.

PUBLICIDADE

“Eu tenho meu pensamento, uma filosofia minha, Libertadores é Libertadores, irmão”, disse Felippe Facincani, que foi seguido por Fábio Sormani.

O revés do Grêmio, em casa, por 2 a 0 para o Huachipato, foi o motivo que originou o debate sobre o torneio mais complicado. Por conta do fato de Renato Gaúcho não ter todos os seus titulares à disposição, o Tricolor de Porto Alegre tropeçou em seus domínios no embate com os chilenos.

Dessa forma, levando em conta que são apenas treze jogos para vencer a Copa Libertadores, em caso de irregularidade não há tempo hábil para recuperação em relação à quantidade de jogos do Brasileirão Série A.

Vale destacar que, após o tropeço diante dos chilenos, o Grêmio estreia no Brasileiro diante do Vasco, no São Januário, no próximo domingo (14), às 16h (de Brasília). A partida é válida pela rodada de abertura do certame nacional.

PUBLICIDADE