Home Futebol Athletico Paranaense preserva titulares e terá zaga inédita na Copa Sul-Americana

Athletico Paranaense preserva titulares e terá zaga inédita na Copa Sul-Americana

Cuca estará optando por preservar seus principais jogadores e fazer testes em mais um jogo do Athletico Paranaense na Copa Sul-Americana

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional
Cuca Athletico Paranaense

José Tramontim / Athletico Paranaense

O Athletico Paranaense entrará em campo nesta quarta-feira, a partir das 19h pelo horário de Brasília, em duelo válido pela quarta rodada da Copa Sul-Americana diante do Rayo Zuliano, com objetivo de manter campanha perfeita no torneio continental.

PUBLICIDADE

Cabe ressaltar que o Furacão está surpreendendo consideravelmente o seu torcedor desde a chegada do técnico Cuca, que impôs um estilo de jogo compatível com o elenco do Athletico, tornando a equipe competitiva além da Arena da Baixada.

Pensando em dar maiores oportunidades para os jogadores do elenco, o Furacão apostará em uma zaga inédita, preservando titulares, pensando também no difícil confronto diante do Palmeiras pelo Brasileirão Série A.

PUBLICIDADE

As mudanças do Athletico Paranaense na Sul-A

A juventude dará o tom na escalação do Athletico com a presença de Marcos André, com apenas 17 anos, adicionando um elemento interessante à defesa do time. Com Kaique Rocha preservado, a comissão técnica de Cuca estará fazendo ajustes formação da zaga.

A decisão de poupar alguns jogadores é compreensível, especialmente considerando o desgaste físico e a necessidade de mantê-los em boa forma para os próximos desafios. A ausência de jogadores recém-contratados também destaca a importância de planejamento cuidadoso em competições como a Sul-Americana e a Copa do Brasil.

A oportunidade de garantir a classificação antecipada adiciona pressão à partida, mas também oferece motivação adicional para os jogadores. O Athletico demonstra um bom desempenho no torneio até o momento, e uma vitória nesta quarta-feira é um passo significativo para praticamente garantir a sua presença no mata-mata.

Provável escalação: Léo Linck; Léo Godoy, Madson, Marcão e Esquivel; Felipinho, Alex Santana e Zapelli; Christian (Julimar), Cuello e Mastriani.

PUBLICIDADE

Cabe lembrar que assim como ocorre na Libertadores, a equipe de melhor campanha na fase de grupos define todos os confrontos do mata-mata (até à semifinal) atuando como mandante. Ou seja, aproveitando a “fortaleza” da Arena da Baixada (Ligga Arena) em duelos que prometem fortes emoções contra equipes fortes do continente, as quais devem chegar vindo dos 3º lugares da Libertadores.