Home Futebol Diego Ribas crava jogador mais irritante que enfrentou: “Chato”

Diego Ribas crava jogador mais irritante que enfrentou: “Chato”

Ex-jogador relembrou rivalidade antiga quando atuava no continente europeu e tinha pela frente implacável marcador

Cido Vieira
Cido Vieira é um jornalista graduado no Centro Universitário Uninter que trabalha como redator no Torcedores.com desde 2017, com cobertura focada em futebol brasileiro e mídia esportiva. Acumula dentro de sua trajetória na profissão experiência na área radiofônica, sendo setorista de clubes pernambucanos, cobrindo Brasileirão e Copa do Nordeste.
Diego Ribas, ex-jogador

Diego Ribas durante programa "Boleiragem" (Reprodução - YouTube - sportv)

Entrevistado por Fred, do Desimpedidos, para a dinâmica “Fala 12”, o comentarista Diego Ribas não “pipocou” nas perguntas sobre momentos da carreira. Em dado momento, o ex-meia do Flamengo foi indagado sobre o jogador mais irritante que enfrentou, e a resposta foi direta: Gary Medel, volante que atualmente joga pelo Vasco.

PUBLICIDADE

Ribas e o volante chileno duelaram em solo espanhol, quando o brasileiro defendia o Atlético de Madrid, enquanto o defensor atuava pelo Sevilla, em confrontos acirrados entre os dois times.

“Aquele que está no Vasco agora, volantezinho que jogava no Sevilla na época. O Medel. Chato pra caramba”, disparou Diego Ribas.

PUBLICIDADE

O ex-meia acumulou duas passagens pelo clube Colchonero. A primeira delas se deu na temporada 2011-12, quando computou 43 jogos, com seis gols e sete assistências. Depois de rumar à Alemanha, onde passou pelo Wolfsburg, ele retornou ao time espanhol na temporada 2013-14, participando de 19 jogos, com dois anotados. Nesta segunda trajetória, Diego Ribas foi finalista da Champions League, com a equipe só sucumbindo na decisão para o arquirrival Real Madrid, no Estádio da Luz, em Portugal.

Diego Ribas relembra auge e aponta “injustiça” na seleção

Em outros questionamentos elencados por Fred durante a dinâmica, Diego Ribas classificou que o melhor momento da sua carreira foi defendendo as cores do Werder Bremem, da Alemanha, e que com o futebol apresentado naquela época, teria condições de ser titular da seleção brasileira nos tempos de hoje.

O ex-jogador ainda opinou que merecia ter jogado duas edições de Copas do Mundo. Em sua avaliação, ele poderia ter feito parte do grupo de 2010, comandado por Dunga, quando passava por transição entre Wolfsburg e Juventus, e posteriormente em 2018, com Tite, quando já estava em sua terceira temporada pelo Flamengo.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial