Home Futebol Ídolo do Flamengo, Raul Plassmann aponta goleiro “irregular” no Brasil: “Muito pesado”

Ídolo do Flamengo, Raul Plassmann aponta goleiro “irregular” no Brasil: “Muito pesado”

Ex-jogador indicou “péssimas atuações” em campo ao longo dos anos para justificar ponto de vista

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Raul Plassmann.

Raul Plassmann, ídolo do Flamengo (Reprodução)

Dono de uma história relevante atuando por Flamengo e Cruzeiro, Raul Plassmann não teve papas na língua ao falar de Cássio. Mesmo que o goleiro tenha marcado época no Corinthians, houve uma sinalização de que o novo reforço do time celeste é um atleta irregular embaixo das traves, tendo em vista os altos e baixos vistos pela equipe alvinegra.

PUBLICIDADE

“Ele tem lenha para queimar. Eu acho, não tenho bola de cristal, mas ele é um goleiro que conseguiu um título mundial, teve algumas grandes atuações, mas também teve péssimas atuações durante toda a carreira. Isso faz dele, na minha opinião, um goleiro irregular.”, disse ao “Podmais’, da Record News Manaus.

Além de Cássio, Raul Plassmann citou que Fábio, do Fluminense, é um goleiro pesado e que tem problemas em sair do chão. Neste cenário, a decisão do Cruzeiro em contratar o arqueiro é vista como uma aposta.

PUBLICIDADE

“Não tem coisa pior que um goleiro que faz um grande jogo, grandes defesas, mas falha muito. É a condição física dele. Ele é muito pesado, não sai do chão com facilidade. O Fábio é assim também. Ele é grande, mas não é longilíneo. Eu também não fui. Não tive o melhor biotipo para goleiro. Mas é uma aposta do Cruzeiro, um cara que tem nome.”, afirmou.

Raul Plassmann deixa aviso sobre Gabigol

Revoltado após Gabigol vestir a camisa do Corinthians, Raul Plassmann disparou contra o atacante. Sem poupar críticas, o ex-goleiro acredita que os gols marcados na Libertadores garantiram a permanência do jogador no elenco.

“Se ele não marcasse os gols da Libertadores, estaria fora do Flamengo há muito tempo […] Ele não tem consciência nenhuma. Ou ele acha que ele é maior que o Flamengo. ‘Dane-se. Sou o Gabigol’. Ele é tão nocivo ao Flamengo que ele dividiu a torcida. Têm torcedores à favor e torcedores contra. Ele cria uma situação horrorosa para o time. Ele divide a maior torcida do planeta.”, externou.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial