Home Futebol Ídolo do Palmeiras, Marcos externa reação após Cássio deixar o Corinthians

Ídolo do Palmeiras, Marcos externa reação após Cássio deixar o Corinthians

Pentacampeão do mundo não deixou de lamentar desfecho da passagem do goleiro pelo clube alvinegro

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Marcos.

Marcos, ídolo do Palmeiras (Reprodução)

Após 12 anos e cinco meses, Cássio encerrou o período como atleta do Corinthians. Mesmo podendo recuperar o status de titular, o ídolo da equipe, que deve jogar no Cruzeiro, decidiu antecipar o término do vínculo. Neste cenário, Marcos foi pego de surpresa com a saída, tendo em vista a identificação do goleiro com o Timão.

PUBLICIDADE

Além de considerar o desligamento inesperado, Marcos externou uma tristeza pela decisão de Cássio. Isso porque o goleiro tinha o potencial de encerrar a vitoriosa carreira atuando pelo Corinthians e fechar a trajetória com chave de ouro.

“Que doideira isso, Até eu fiquei triste com a saída do Cássio, acho que é o costume, né? Tem uns caras que tem tanto tempo nos clubes que é difícil imaginar eles em outros, com outras camisas. O Cássio é símbolo de Corinthians, uma pena.”, escreveu Marcos, em publicação de Benjamin Back.

PUBLICIDADE

Cássio nega saída pela reserva no Corinthians

Apesar da forte concorrência de Carlos Miguel, Cássio não fez a escolha em deixar o Corinthians pela condição de suplente. Em outro ponto, o goleiro assegurou que não houve nenhum problema com António Oliveira.

‘Eu não estou saindo do Corinthians por estar no banco e sim pelo ciclo ter acabado. Eu já fui para o banco outras vezes, em 2016 por exemplo, e fiquei, trabalhei 12 anos aqui e não tive problema com treinadores, mas sempre fiz de tudo para ajudar.”

“Eu já vinha me preparando. Claro que o Carlos Miguel estava bem, mas, se eu ficasse aqui, desculpa o termo, mas eu ia para porrada com ele. Sou competitivo também, ia dar uma briga boa. Mas acho que o ciclo acabou.”, explicou.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial