Home Futebol Milton Neves elogia Carlos Miguel, do Corinthians, e dispara: “Para aumentar a chateação de Cássio”

Milton Neves elogia Carlos Miguel, do Corinthians, e dispara: “Para aumentar a chateação de Cássio”

Timão goleou o Argentinos Juniors na Neo Química Arena sem dificuldades, mas apresentador ironizou Cássio na reserva

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Carlos Miguel, Corinthians

Carlos Miguel em ação pelo Corinthians (Rodrigo Coca / Agência Corinthians)

O Corinthians aplicou uma goleada no Argentinos Juniors, pela Copa Sul-Americana, por 4 a 0, mas o assuntou voltou a ser Cássio. O goleiro está de saída do clube e pode assinar com o Cruzeiro, mas ainda tem sido relacionado e ficou no banco de reservas de Carlos Miguel, destaque da equipe. Milton Neves, em sua coluna do UOL Esporte, ironizou o ídolo do Timão.

PUBLICIDADE

O goleiro de 2,04m foi pouco exigido, mas quando necessário se apresentou com qualidade para realizar as defesas. Segundo o apresentador, a boa atuação do gigante do Corinthians aumentou a “chateação” de Cássio.

“O Corinthians poderia ter feito até mais!”, destacou Milton Neves, que seguiu.

PUBLICIDADE

“Mas é claro que Carlos Miguel também foi acionado no duelo. E, para aumentar a chateação de Cássio, o goleiraço foi mais uma vez MUITO bem!”

Milton Neves elogiou imposição do Corinthians

O Corinthians deu poucas chances ao Argentinos Juniors e terminou o primeiro tempo com o placar construído.

O primeiro gol do jogo saiu aos nove minutos, quando Fagner cruzou para Yuri Alberto finalizar de cabeça, no canto direito do goleiro Rodríguez.

O segundo foi de Wesley, que aproveitou saída errada do goleiro para tocar de cobertura e ampliar aos 41. Dois minutos depois, aos 43, na saída de bola, Yuri Alberto roubou bola no ataque e tocou na saída de Rodríguez: 3 a 0. Quem fechou o placar foi o volante Fausto Vera, que aos 47 do segundo tempo bateu de pé esquerdo para encerrar a goleada: 4 a 0.

PUBLICIDADE

“Sejamos francos, sem provocações, mas o Corinthians adora negar fogo nesse tipo de jogo de competições da Conmebol atuando em casa. São incontáveis os casos nos últimos anos… Mas hoje, surpreendentemente, o Timão fez o que se espera dele. Ou seja, se impôs de forma maiúscula diante de uma equipe inferior que veio a São Paulo para ser apenas franca atiradora”, destacou Milton Neves, que concluiu.

“E os 4 a 0 não foram exagerados, não. O Corinthians poderia ter feito até mais!”