Home Futebol Nicola detalha bastidores do SPFC na reforma do MorumBIS

Nicola detalha bastidores do SPFC na reforma do MorumBIS

São Paulo sonha há alguns temporadas com uma reforma do seu estádio e pode estar prestes a acontecer

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
MorumBIS

MorumBIS em partida pelo SPFC (Créditos: Site oficial do MorumBIS)

O MorumBIS é um dos estádios mais icônicos do futebol brasileiro. Apesar disso, a estrutura da casa do SPFC se encontra defasada em relação aos rivais ou outros clubes do Brasileirão Série A. Logo, o sonho de uma reforma está presente na diretoria do Tricolor há algumas temporadas e, segundo Jorge Nicola, pode se tornar uma realidade em breve.

PUBLICIDADE

Jorge Nicola comenta como funcionará reforma do MorumBIS

Durante vídeo publicado no seu canal de Youtube, o jornalista esportivo explicou que há um prazo entre o São Paulo e a WTorre para conseguir uma reformulação do estádio. Jorge Nicola relembrou que, há alguns meses atrás, o Tricolor Paulista afirmou que a empresa será a responsável por arrecadar o montante e administrar o MorumBIS.

Jorge Nicola deu os bastidores: “Dois projetos devem ser apresentados para votação dos conselheiros do São Paulo. O primeiro projeto sem cobertura e o segundo projeto com cobertura. A ideia principal do projeto é rebaixar o gramado e construir uma arquibancada que permitiria ao Tricolor uma capacidade de mais ou menos 85 mil torcedores. A inspiração é o que foi feito no Monumental de Nunez, estádio do River Plate”.

PUBLICIDADE

O jornalista esportivo garantiu que a WTorre e o São Paulo já trabalharam em alguns projetos e conversas. Inclusive, há discussões sobre a criação de um fundo para angariar a construção e toda a obra. Segundo Jorge Nicola, há grandes expectativas do Tricolor Paulista para arrecadar ainda mais em bilheteria. Atualmente, o MorumBIS fatura aproximadamente R$ 80 milhões, mas com as modificações e os planos de uso, a ideia é chegar a uma receita de R$ 150 milhões.

Porém, há uma ressalva do jornalista esportivo: os projetos do MorumBIS de cobertura e sem cobertura devem ser apresentados apenas no segundo semestre de 2024. A WTorre trabalha em projetos com um arquiteto, mas o Tricolor Paulista estendeu o prazo à empresa para conseguirem ser aprovados pelo Conselho Deliberativo, com chance de aprovação até dezembro.